F1 – Formula 1 Gran Premio Heineken d’Italia 2016 (Resumo da prova)

Depois de Spa-Francorchamps, foi a vez de outra pista clássica e monstruosa receber a Fórmula 1: Monza.

Durante a semana houve dois anúncios importantes, com Felipe Massa (#19) e Jenson Button (#22) a anunciarem a sua retirada da Fórmula 1 no final desta temporada.

A luta entre os dois pilotos da Mercedes-Benz esteve animada na qualificação, mas foi o líder do campeonato, Lewis Hamilton (#44), a fazer a pole position, batendo Nico Rosberg (#6) por quase meio segundo. Na segunda linha ficaram os dois Ferrari, com Sebastian Vettel (#5) em 3º e Kimi Räikkönen (#7) em 4º. Valtteri Bottas (#77) colocou o seu Williams Mercedes em 5º e Daniel Ricciardo (#3) foi 6º no seu Red Bull-Tag Heuer.

Na partida, Hamilton teve demasiada derrapagem e caiu imediatamente para o 6º lugar. Rosberg assumiu a liderança da corrida mas teve que se defender da ameaça de Vettel na primeira chicane.

Rosberg descolou rapidamente dos Ferrari, enquanto que Hamilton passou Ricciardo na volta 2. O próximo alvo do britânico era Bottas, mas o finlandês com o mesmo motor deu muita luta. Hamilton perdeu o contacto com os Ferrari e teve que esperar até à volta 11 para finalmente deixar Bottas para trás, com a ajuda do DRS.

Vettel e Räikkönen estavam numa estratégia de duas paragens. Kimi parou na volta 16 e manteve os pneus super macios. Vettel parou duas voltas depois, mantendo o mesmo jogo de pneus.

Os Mercedes-Benz iriam parar apenas uma vez e começaram a corrida com pneus macios. Rosberg, que tinha uma vantagem de 12 segundos para Hamilton, entrou nas boxes na volta 24 e colocou pneus médios.
Hamilton parou uma volta depois e também fez a troca para pneus médios, mas apesar de ter feito voltas rápidas, não conseguiu passar os dois Ferrari, mantendo o 4º lugar. Com os carros italianos a terem que parar mais uma vez, Hamilton não ficou demasiado preocupado.

Vettel e Räikkönen deram tudo por tudo nos pneus super macios e o alemão chegou a reduzir a diferença para quatro segundos para o líder, que continuava a controlar o andamento dos rivais.

Vettel parou na volta 34, colocando pneus macios, e Räikkönen fez a mesma troca uma volta depois. No final das paragens, Hamilton era 2º, Vettel 3º e Räikkönen 4º.

Até ao fim, destaque para Ricciardo, que fez a sua segunda paragem para pneus super macios a 15 voltas do fim, e foi à caça do Williams de Bottas. O australiano conseguiu aproximar-se, usou o DRS e chegou ao 5º lugar com uma brilhante manobra na curva 1 a cinco voltas do fim.

Nico Rosberg esteve muito tranquilo e assinou a sua segunda vitória consecutiva depois de uma corrida em que não teve adversários à altura depois do arranque.

Lewis Hamilton pode queixar-se do seu péssimo arranque, que lhe custou uma possível vitória. Apesar de tudo ficou em 2º e mantém a liderança do campeonato, com dois pontos de vantagem para Rosberg.

Sebastian Vettel deu uma alegria aos “tifosi” e levou o seu Ferrari ao lugar mais baixo do pódio.

Seguiram-se Kimi Räikkönen, em 4º, Daniel Ricciardo em 5º, Valtteri Bottas em 6º, Max Verstappen (#33) terminou em 7º, Sergio Pérez (#11) foi 8º, Felipe Massa despediu-se de Monza no 9º lugar e Nico Hülkenberg (#27) fechou os pontos.

A Fórmula 1 vai agora até Singapura para a corrida citadina noturna em Marina Bay.

Jorge Covas

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.