WTCC – Corrida do Japão: Corrida principal

Lopez e a Citroën festejaram o Tri!

A corrida não foi a mais emocionante embora tenhamos visto boas lutas. O homem do costume liderou a maior parte da corrida e foi o suficiente para festejar o título.

Na largada as posições mantiveram-se praticamente inalteradas, com Lopez a assumir a liderança, seguido de Muller e Monteiro. Bennani segurava Chilton, que tentava passar pelo seu colega de equipa e adversário pelo troféu WTCC, com Girolami a ver esta luta de perto.

Thompson e Tarquini  relembraram outros tempos e tiveram um bom par de curvas lado a lado, numa luta boa de se assistir. Girolami começava a mostrar-se a Chilton e o argentino tentava tudo para passar o homem da Loeb Racing, enquanto Bjork passava Michelisz.

Na volta 5 a ultrapassagem da corrida, com Girolami a atacar Chilton por dentro, mesmo com o carro descompensado, conseguindo passar o britânico. Catsburg e Thompson também proporcionaram bons momentos com o holandês a levar a melhor, com a colaboração de Thompson que não quis forçar demasiado o piloto da Lada.

No final da corrida Monteiro queixou-se que estava a ficar sem travões o que poderia ser uma oportunidade para Bennani tentar chegar ao pódio.

 

Na última volta aconteceu algo estranho… Lopez deixou passar Muller, abdicando assim da vitória, mas os festejos do argentino era claros… Lopez tornou-se tri-campeão do mundo. Ainda é preciso a confirmação das instâncias superiores pois para que Lopez seja campeão, a ronda da Tailândia terá de ser oficialmente retirada do campeonato. Pelos vistos a decisão está tomada mas é necessário a confirmação oficial, o que ainda não aconteceu, no entanto é apenas um formalismo pois na prática Pechito é campeão de 2016. A Citroen também festejou o tri-campeonato de construtores, colocando a cereja no topo do bolo. Um projecto vencedor desde início, com um domínio avassalador.

14141575_1378971842132220_7395008902621871407_n

Destaques:

Lopez e Citroen voltaram a vencer, o que foi uma constante durante estes 3 anos. Se havia poucas dúvidas que a Citroen iria vencer, poucos apostariam que o WTCC iria ter um piloto tão dominador como Pechito Lopez. É uma era que acaba com chave de ouro. E o gesto de deixar passar Muller no final pode ser mal interpretado mas pelas suas declarações viu-se que a sua intenção era pura. Parabéns mais uma vez… foram 3 anos espectaculares. O WTCC perde o seu melhor piloto e aquele que espalhou classe dentro e fora de pista. Encostou Loeb e Muller, dois nomes gigantes do automobilismo e relançou uma carreira que merecia mais. Ainda vai a tempo de escrever mais uma página de ouro no seu currículo mas fica a passagem fenomenal pelo WTCC. Um campeão em todos os sentidos.

 

Monteiro voltou a subir ao pódio e foi claramente o melhor piloto da Honda, embora ironicamente não tenha vencido nenhuma corrida este fim de semana. O português esteve em grande e mostra que merece ficar com a 2ª posição no campeonato. Se mantiver este nível e sem o extraterrestre Lopez no campeonato, tem tudo para ser campeão em 2017.

Girolami voltou a impressionar, embora sem carro para mais. O argentino mostrou um excelente andamento e se desta vez não ficar no WTCC até é pecado! Um excelente piloto que merece um lugar neste campeonato.

A luta Bennani vs Chilton está ao rubro e o vencedor do troféu WTCC ainda não está encontrado. Bennani está com vantagem e foi melhor na corrida principal mas Chilton não irá baixar os braços até ao final

Classificação final:

 

Sem Título

 

Fábio Mendes

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.