CNVT – Jerez: Penalização impediu vitória de César Machado

César Machado não foi feliz em Jerez de La Frontera, onde prosseguiu o Campeonato Nacional de Velocidade Turismos, inserido numa das rondas da TCR Series europeia. O piloto da Speedy Motorsport sofreu uma penalização quando liderava a segunda corrida do fim-de-semana na pista espanhola.

Podia ter sido bem diferente o desfecho da participação de César Machado na etapa espanhola do CNVT, pois liderou o segundo confronto da competição no traçado andaluz. Porém uma penalização devido à troca de pneus do SEAT Leon na grelha de partida já depois da amostragem da placa dos 5 minutos para a partida acabou por retirar qualquer hipótese de vitória ao piloto de Famalicão, que teve outros problemas durante o fim-de-semana.

“Um fim-de-semana com final triste após a penalização que me retirou a vitória. Durante a sessão de treinos livres tivemos um problema no carro. Um triângulo de suspensão partiu e a Speedy Motorsport foi obrigada a trabalhar contra o relógio para que pudéssemos alinhar no treino cronometrado hora e meia depois do treino livre”, explicou César Machado.

“Após um excelente trabalho o Rafael conseguiu o segundo lugar no arranque para a primeira corrida e eu um terceiro para a segunda manga. O Rafael fez uma excelente primeira manga, conseguindo um bom segundo lugar entre os portugueses e um terceiro lugar absoluto”, prosseguiu o piloto da Speedy Motorsport.

 

Na segunda manga César Machado tinha a missão de obter um resultado à altura do seu companheiro de equipa, e o começo da corrida até correu de feição. Mas depois tudo se complicou com uma penalização com passagem pelas boxes.

 

“A segunda manga do fim-de-semana ficou a meu cargo. Arranquei de terceiro e logo no arranque passei para segundo absoluto e primeiro dos portugueses. Após várias voltas na liderança e depois de estar a controlar a concorrência pelo espelho, a cinco minutos do fim o colégio de comissários decidiu atribuir-me um ‘drive-trough’. O que me obrigou a fazer uma passagem pela linha da boxe e com isto perder o comando da corrida, terminando assim na quarta posição”, contou César Machado.

 

 

Para o piloto famalicense “fica a pequena consolação de ter obtido a volta mais rápida da corrida entre a ‘armada lusa’ o que demonstra o bom andamento” por si imprimido.

 

“Sinto-me triste pela vitória ter-me fugido na ‘secretaria’. Foi pena a Direção da Prova não ter atribuído a penalização a todos os concorrentes que infringiram o regulamento. Continuamos em terceiro lugar no campeonato a escassos pontos da liderança. A decisão do título fica adiada para a derradeira corrida do campeonato, em Novembro, no Estoril”, afirma ainda César Machado.

 

O piloto da Speedy Motorsport deixa ainda um agradecimento à equipa Speedy Motorsport pelo excelente trabalho e esforço realizado durante o fim-de-semana para que o carro estivesse sempre nas melhores condições. O mesmo obrigado é extensível aos seus familiares, amigos e a todos os patrocinadores: Saltapontos, GrupoADI, Phancy, AVFamalicão, Claudinacosta.

Comunicado de imprensa

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.