WEC – 6h do Bahrain: Antevisão

Última paragem do FIA WEC 2016 é no Bahrain, que marca também a despedida da Audi Sport do mundial de resistência. A despedida está marcada para as 23h de Domingo, mas os carros do campeonato já se fizeram à pista esta quinta-feira.

Circuito internacional do Bahrain, localizado em Sakhir, a 30 km de Manama, capital do Bahrain, foi construído no meio do deserto.
Projectado pelo inevitável Hermann Tilke, começou a ser construído em 2002. Demorou 16 meses a ser feito. O custo rondou os 113 milhões de euros e é considerado uma das mais modernas infraestruturas do desporto automóvel, com 6 possibilidades de configuração de pista.

A areia que rodeia a pista pode-se tornar num problema, mas a colocação de protecções limita a entrada desta. As enormes escapatórias da pista são criticadas por não “puxar” pelos pilotos, pois as saídas de pista não são “castigadas”, como noutros circuitos. A pista em si não é muito difícil, com grandes rectas e 4 pontos de travagem mais complicados.

Pontos de interesse:

Na maior classe do WEC, as atenções estão viradas para as tripulações do Porsche #2 e do Toyota #6, que discutem o campeonato de pilotos. São 18 pontos de vantagem que separam os líderes Dumas, Lieb e Jani para Kobayashi, Conway e Sarrazin. Depois de Le Mans o carro #2 não conseguiu nenhuma vitória, enquanto o carro irmão já venceu 4 vezes. Webber, piloto do carro #1, já afirmou que o melhor que podem fazer é vencer… vai a Porsche apostar na vitória do #1 e arriscar que o #2 possa ter um problema e perder o campeonato na última prova? Vai ser muito difícil a tripulação do Toyota vencer o campeonato, pelo que apostamos as nossas fichas no Porsche, até porque a equipa germânica tem tido muito poucos problemas, sendo uma máquina muito fiável.
A Audi quererá também vencer a sua última prova, mas já que o espírito dentro da equipa está tão em baixo, que não temos a certeza se chegarão lá. É a despedida também, de Mark Webber, não só do WEC assim como de toda as competições.

Nos LMP2, para além de querermos Albuquerque, Senna e González no lugar mais alto do pódio, os destaques vão para os testes do WEC Rookie Test a realizar neste traçado. Por exemplo o francês que recebeu as honras de melhor rookie 2016 no ELMS, Thomas Laurent vai testar o Signatech Alpine A460 Nissan.
No Bahrain algumas equipas efectuaram trocas de pilotos, como Tom Dillmann e Giedo Van Der Garde que vão pilotar o carro #30 da Extreme Speed Motorsports ou o caso de Julien Canal e Roberto Merhi no #45 da Manor.

Nos GTE temos o título dos Am para entregar. Uma coisa é certa, um campeão é português. São dois bons pilotos nacionais a lutarem em pista pelo estatuto de campeão da classe, estando neste momento a balança a pender mais para o lado de Rui Águas. Será muito difícil para o trio do Aston Martin vencer o troféu de pilotos de GTE-Am, mas em 6h muito pode acontecer.

Na classe dos Pro, também o título está por entregar com outra dupla da Aston na discussão, mas desta vez, Sorensen e Thiim têm vantagem sobre a dupla da Ferrari, composta por Rigon e Bird. No outro Aston Martin Vantage, o #97, Jonny Adam regressa ao volante, coisa que não acontecia desde Le Mans. Com a discussão do título entre o Aston #95 e o Ferrari #71, os britânicos chamaram Adam para rodar no outro carro.

São bons motivos para assistir às 6h do Bahrain, mais que não seja, pela (triste) história que se irá fazer: a última corrida da Audi!

Em 2015 foi assim:

Pedro Mendes

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.