WRC – Rally da Austrália: Ronda final e o adeus à Volkswagen!

 

A derradeira etapa do mundial de ralis está na estrada e com ela uma grande carga emocional, pois será o último rali da Volkswagen Motorsport, depois do anúncio do abandono do WRC já em 2017.

Ogier, Latvala e Mikkelsen fazem assim a sua última aparição pela marca alemã que os tem acompanhado nos últimos quatro anos.

Para nós, apaixonados pelos ralis, é também com um sentimento de tristeza que vemos um dos melhores projectos que o mundo dos ralis já viu, ficar pelo caminho quando nada o fazia prever.

O rali da Austrália é, como habitual, um dos mais atribulados de toda a temporada, com os seus troços sinuosos, cheios de espectaculares saltos e muito pó.

Como o sol não nasce em todo o lado ao mesmo tempo, para quem quiser acompanhar a prova terá de fazer directas, pois o fuso horário é imperdoável e o serão começa desde o inicio da noite até madrugada fora.

Como é habitual neste rali, a lista de inscritos no WRC não é longa, pois além de ser a última prova da época onde tudo já esta decidido, as despesas de levar uma estrutura até ao pais dos cangurus é bem alta, por essa razão e sem surpresa temos apenas dez carros RC1 (WRC) inscritos.

14523094_659338367570843_2561687056296082451_n

A Volkswagen faz a despedida dos ralis com a mesma tripla de candidatos de sempre… Ogier, Latvala e Mikkelsen tudo farão para fechar a temporada e um pedaço de história com chave de ouro. Vencer este rali é quase mais valioso do que “ser campeão do mundo”pois ficará nos livros como a última vitória do Volkswagen Polo R WRC e qualquer um dos três pilotos tem essa ambição certamente.

Ogier dispensa qualquer tipo de apresentações, é bom em todos os tipos de terreno, é campeão do mundo e o melhor piloto da actualidade, por essa razão vê-lo perder um rali é sempre uma surpresa. Desta vez não será diferente, mas também terá de contar com uma forte oposição de Latvala que é um expert neste tipo de troços, rápidos e acidentados sendo por isso também um nome a ter em conta de forma séria.

Mikkelsen, não “guarda respeito” aos seus colegas e se lhe derem a possibilidade ele “molha a sopa”. É rápido, bom em troços de terra e mais do que isso, tem o futuro incerto e por essa razão tem de mostrar serviço. Mesmo achando que não será difícil arranjar lugar em 2017. Digo eu!

Com a Citroen a não ter nenhum carro inscrito na última prova de 2016, temos somente três marcas representadas na Austrália. A Hyundai vem com os habituais três carros, Paddon e Neuville são os pilotos prioritários, e Dani Sordo na “equipa B”. Paddon vem cheio de motivação para este rali, pois além de ser bem perto de sua casa (é neozelandês), é uma prova bem ao seu estilo, onde se costuma dar bem. Acreditamos que em condições normais iremos ver o jovem piloto da Hyundai a lutar por um lugar no pódio, mas como o pódio tem três lugares…

14021473_10153872699945678_4566998226088237569_n

Neuville e Sordo são sempre pilotos agressivos em terra, mas não deverá chegar para mais do que um top 5 final. Mas como isto de fazer previsões em ralis é um tiro no escuro, o melhor é mesmo vermos se nos surpreendem ao longo da prova.

A M-Sport está sob os holofotes. Não pelos pilotos, mas pelos que poderão chegar. Os rumores do ingresso de S. Ogier na estrutura de Malcolm Wilson em 2017 acentuam-se, ao ponto de o patrão da equipa nem ter viajado para a Austrália, ficando por casa a tentar arranjar maneira de levar o francês até a sua equipa. Ao que tudo indica Ogier terá já um teste marcado, mas de facto tem sido o tema que tem dado para falar da M-Sport este ano, pois acerca de 2016, muito pouco há a dizer. Camilli e Ostberg estão longe de ser uma dupla competitiva e os resultados falam por si, veremos o o piloto norueguês poderá fazer neste rali. Os ralis de terra eram a sua especialidade, mas a sua forma é longe do que nos habituou e por isso não  estamos com grandes expectativas. Uma pena, mas o simpático Ostberg tem a vida complicada no WRC para 2017.

Privados apenas dois, mas um conta para o “totobola”. Ott Tanak tem surpreendido pela positiva, com um grande andamento nos últimos ralis, já leva dois pódios este ano e como se costuma dizer que “não duas sem três”, não admirava um terceiro na Austrália. Tem corrido para ganhar um lugar em 2017, e pensamos que Malcolm Wilson não lhe vai cortar as pernas desta vez. Temos aqui um candidato a entrar na luta pela vitória, seguramente será dos mais rápidos.

A fechar a lista L. Bertelli, que certamente terá um rali muito difícil pela frente.

14079601_10153875581930678_5573738107563135368_n

No WRC2 a lista é igualmente pequena, apenas cinco carros à partida, mas com um grande motivo de interesse pela frente, E. Lappi tem de somar 14 pontos para se sagrar campeão do mundo do WRC2, já que o líder atual do campeonato T. Suninen já realizou os sete ralis em que pode pontuar e apenas 13 pontos separar os dois pilotos. Depois de vencer no Reino Unido, o jovem finlandês tem tudo para poder garantir o seu primeiro titulo mundial, de forma categórica, antes do ano que em que (tudo indica) irá estrear-se no WRC pela Toyota. Não errar e levar o carro até final é o que se pede a Lappi. O titulo está bem perto e a ser conquistado é inteiramente justo. Já venceu três ralis esta temporada, tem aqui a chance de vencer mais um e fechar a temporada da melhor maneira.

O resto da concorrência também parece não intimidar muito e andar a meio gás pode ser o que basta para vencer o rali e o campeonato. Huber Ptazek em Peugeot 208 R5 será o único que poderá chatear o piloto da Skoda.

A prova vai para a estrada durante a noite em hora portuguesa, começando perto das 21h, prolongando-se até de madrugada.

Serão 23 especiais cronometradas, com 286km a percorrer pelos pilotos para se encontrar o grande vencedor da última prova do mundial de ralis de 2016, no adeus da Volkswagen Motorpsort ao WRC, deixando um grande vazio para a temporada de 2017, onde com certeza farão muita falta.

Horários:

DAY 1 – 18.11.2016

SS1     UTUNGUN I              7.88km                           20:56h

SS2     BAKERS CREEK I    16.75km            21:12h

SS3     NORTHBANK I          8.42km              21:40h

SS4     NEWRY16 I             25.30km                          22:48hh

SS5     RACEWAY SSS I      1.37km              23:41h

SS6     UTUNGUN II             7.88km                           13:10h

SS7     BAKERS CREEK II   16.75km            00:26h

SS8     NORTHBANK II         8.42km              00:54h

SS9     NEWRY16 II            25.30km                           04:02h

SS10   DESTINATION NSW SSS    1.27km   06:00h

SS11   DESTINATION NSW SSs    1.27km   06:08h

DAY 2 – 19.11.2016

SS12   NAMBUCCA             50.80km          21:28h

SS13   VALLA16 I                14.84km           22:37h

SS14   RACEWAY SSS II     1.37km           23:35h

SS15   NAMBUCCA II           50.80km         02:16h

SS16   VALLA16 II                14.84km          03:25h

SS17   DESTINATION NSW SSS    1.27km 05:48h

SS18   DESTINATION NSW SSS    1.27km  05:56h

DAY 3 – 20.11.2016

SS19   SETTLES REVERSE I   6.20km      21:43h

SS20   BUCCA16                     31.90km      22:06h

SS21   WEDDING BELLS16 I    6.44km      23:38h

SS22   SETTLES REVERSE II         6.20km  01:15            h

SS23   WEDDING BELLS16 II         6.44km  03:08h

Logo já teremos então as primeiras elações do que poderá ser o rally da Austrália, quem serão os candidatos que se apresentam e o que nos trará a derradeira etapa do WRC de 2016.

Para acompanhar tudo aqui no nosso site e na nossa página de Facebook!

Até lá…if in doubt flat out!!

 

Carlos Mota

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.