Na primeira pessoa: Ogier vai para a M-Sport e eu já vou dormir sossegado!

Fim da novela, começo do sonho! Há anos que esperava por isto… ver de novo a “minha” M-Sport (Ford) a voltar aos holofotes do mundial de ralis e com grandes possibilidades de vencer o campeonato. E este sonho tornou-se ainda mais perfeito com Ogier, quatro vezes campeão do mundo, a fazer equipa com o espetacular Ott Tanak. Chegar a casa depois de um dia de trabalho e ter esta noticia, faz esquecer todos os problemas! Obrigado Senhor!

Agora mais a sério, este é um dos momentos mais importantes do WRC nos últimos anos, logo a poucas semanas do início de uma nova geração de carros de ralis, (em Janeiro já temos Monte Carlo). Esta notícia vem desbloquear todos os “line up´s” para a temporada de 2017. Mais do que isso, vem colocar uma das equipas mais débeis em qualidade nos últimos anos num patamar raramente visto na sua história recente, ou seja, como o principal alvo a abater, tendo nas suas fileiras o grande dominador após o abandono de Sebastien Loeb.

O que temos então para já? Temos uma dupla fortíssima na M-Sport, com Ogier e Tanak a formarem uma dupla espetacular e muito competitiva capaz de discutir vitórias em todos os ralis. Um é campeão do mundo, quatro anos consecutivos e por isso não precisa de grandes apresentações, o outro é sem dúvida dos mais rápidos pilotos a competir no WRC, mas ainda com o handicap dos ralis em asfalto onde não é tão forte. Vai ser a dupla a abater? Sim mas haverá mais!

Ora bem, Ogier está entregue. Quanto aos “outros” o que podemos esperar?

Latvala também já viu nesta semana a sua carreira a levar outro rumo. Assinou pela Toyota, cenário já “pintado” aqui por nós no “Chicane Motores” onde irá fazer dupla com Juho Hanninen e Essapeka Lappi será o 3º piloto da equipa, com a responsabilidade de testar a máquina e o prémio de fazer algumas provas em 2017, confirmando assim a entrada de um 3 carro para a equipa. Aqui as expectativas dependem da valia do carro, faltando conhecer a qualidade do Toyota Yaris WRC no seu ano de estreia. Tem um dos mais rápidos e experientes pilotos do cartel dos ralis e Hanninen já com muitos anos “disto”. A qualidade ao volante está garantida falta apenas conhecer o ritmo da máquina.

A Citroen tem também um carro novo, o C3 WRC promete ser muito competitivo em 2017 tendo como chefe de fila o rápido Kris Meeke, que sabe ser rápido e tem tudo para ser um sério candidato ao titulo. Quanto ao resto da equipa, começa a ser uma incógnita. ..Depois do anúncio de que seria C. Breen e Lefevbre a partilharem o carro alternando, o comando do mesmo, surge agora outra peça que acho que vai mexer “na casa francesa”: Andreas Mikkelsen! Acham mesmo que ele vai ficar sem lugar em 2017? Não creio! E já o tinha dito anteriormente, ele assentava bem na Citroen e sinceramente acho mesmo que vai lá parar, só não sabendo o que será feito dos dois jovens Breen e Lefebvre. Talvez três carros? Seria interessante!

A Hyundai ficou “atada” no meio disto tudo, pois já tinha rubricado renovações de contratos com todos os seus pilotos, mas também acho que aqui também mora qualidade. Neuville e Paddon dão garantias nas lutas pelas vitórias e estando o Hyundai I20 WRC “afinadinho”, temos aqui uma dupla forte. Quanto a Sordo é só dos mais experientes pilotos do campeonato e forte em ralis de asfalto, forma uma tripla de pilotos interessante.

Falta também saber qual o futuro de Evans e de Ostbgerg. Se o primeiro penso que poderá correr na equipa B da M-Sport, apoiada pela Dmack, já Ostberg…tem a vida complicada, a mais que surja num projeto privado, mas nos dias que correm não será nada fácil.

Há também os rumores cada vez mais insistentes de que os VW Polo 2017  irão mesmo para a estrada por mão de Nasser Al Attiyah. O homem tem talento, tem muito dinheiro e pelos vistos tem vontade. Se tal se confirmar poderão abrir vagas que podem salvar ainda alguns pilotos.

As coisas começam a compor-se por estas bandas e estamos a pouco menos de dois meses no início da temporada de 2017. Os testes deverão multiplicar-se nos próximos tempos e falta ainda conhecer o desfecho dos casos pendentes de Mikkelsen e Citroen.

Quanto ao que já temos em mãos, é bom… é muito bom. Perspectiva-se uma grande temporada, equilibrada e muito disputada. Poderemos ter mais candidatos ao título, mais pilotos a rodar entres os mais rápidos e muito mais emoção, que é isso nós gostamos nesta modalidade que tanto nos fascina.

Ogier está na M-Sport, a Ford voltará à ribalta, não necessariamente aos títulos, porque nada é garantido neste desporto, mas o facto de voltar a ver a marca “oval” com o número 1 na porta, de volta à lista de candidatos, faz de mim um adepto mais feliz e um cronista mais animado para a temporada espectacular que poderemos ter pela frente.

Enquanto isso, vou dormir, mas hoje bem mais descansado!

Na primeira pessoa, Carlos Mota!

 

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.