CNVT/TCR Portugal 2016: Resumo da época (Parte II)

Parte I

 

Braga Racing Weekend

A temporada de 2016 abriu as hostilidades no circuito Vasco Sameiro em Braga no fim de semana de 14 e 15 de Maio. Pela frente os pilotos teriam pela frente quatro corridas, duas para cada piloto se for o caso de serem em duplas.

O primeiro vencedor da temporada haveria de ser Francisco Carvalho que na corrida 1, de sábado levava a melhor sobre toda a concorrência, deixando na segunda posição Manuel Gião no estreante Volkswagen Golf TCR enquanto Francisco Mora completava os lugares do pódio com a 3ª posição.

A segunda corrida do primeiro dia de competição. A vitoria iria sorrir ao “mesmo carro” mas desta vez com Nuno Batista ao volante, o Volkswagen da Team NovaDriver voltaria a repetir o segundo posto, enquanto José Cabral conseguia um excelente pódio.

No domingo haveria mais duas corridas a disputar, com estas a serem bem mais disputadas em relação ao dia anterior, com a corrida 3 a ter como protagonistas Nuno Batista, José Rodrigues e Francisco Mora. Numa luta acesa pela vitória, o jovem piloto da Veloso Motorsport cortou a linha de meta na primeira posição, mas acabaria por ser penalizado em 30´s pelos toques na corrida, o que lhe retirou a vitória, sendo ela atribuída ao piloto do Seat Leon TCR, Nuno Batista, que repetia assim a vitória do dia anterior. José Rodrigues foi o 2º enquanto na 3ª posição ficava de novo José Cabral num fim de semana muito positivo.

A derradeira “manga” desta jornada de abertura no novo CNVT, teria talvez a mais equilibrada e emocionante corrida do fim de semana. A vitória voltaria a sorrir ao carro numero 16 da Veloso Motorosport, desta vez com Francisco Carvalho a conduzir o Seat Leon TCR a mais uma vitória, mas desta vez foi Rafael Lobato na sua estreia neste tipo de carros, que dificultou a vitória do experiente piloto. Num duelo de gerações, a vitória foi para o mais “velho” com o “teenager” a ficar a apenas 0,5´s do vencedor, enquanto Manuel Gião fechava com mais um pódio, ficando a menos de 3´s desta luta emocionante até final.

Fim de semana perfeito para a dupla Francisco Carvalho/Nuno Batista, vencendo todas as corridas. Próxima paragem, Vila Real!

Vila Real Racing Weekand

O mais apetecido de todos os fins de semana desta temporada corria-se no circuito citadino de Vila Real. Mas o apertado horário, tendo em conta que o cardápio principal tinha o WTCC, fez com que apenas duas corridas fossem disputadas no CNVT, mas nem por isso se viu menos emoção.

A primeira prova foi dominada de inicio a fim pelo menino da casa, Rafael Lobato, que vinha sendo o mais rápido em todas as sessões de treinos livres e cronometrados, marcou a pole para a corrida 1. Saiu da primeira posição e nunca mais a largou até a bandeirada de xadrez, fazendo sorrir os milhares de vila-realenses presentes. Francisco Mora foi segundo classificado, pressionando o jovem piloto da casa mas este era o momento da temporada para Rafael, que já sabia como era vencer em casa e não deixou escapar o primeiro lugar apesar da forte pressão do piloto da Veloso Motorsport.

A segunda corrida teria, à  moda dos carros de turismo, muita polémica, com Francisco Carvalho e Francisco Mora a envolverem-se em vários toques logo no arranque e logo após a primeira curva quando se encontravam lado a lado. As coisas azedaram e ambos ficaram fora de prova, com os dois Seat Leon TCR da Veloso a ficarem bem danificados e com isso a corrida foi interrompida.

No segundo arranque José Rodrigues manteve a liderança e acabaria por ter uma prova bem “descansada” vendo a principal concorrência a ficar fora logo bem cedo e com isso acabaria por levar o seu Honda Civic TCR ao primeiro lugar em Vila Real, de forma tranquila. Na segunda aposição ficou Francisco Abreu em Volkswagen GTI TCR foi o segundo classificado enquanto Cesar Machado completou o pódio no desfecho do CNVT em Vila Real.

 

PORTIMÃO RACING WEEKEND

O CNVT regressava no fim de semana de 9 e 10 de Julho em Portimão para a terceira ronda do campeonato, regressando também ao formato habitual, ou seja quatro corridas por cada fim de semana.

O fim de semana haveria de ser dominado por completo por Francisco Mora que acabaria por vencer todas as mangas, dizimando por completo toda a concorrência.

As lutas mais fortes travariam-se pelos restantes lugares do pódio, onde tivemos vários protagonistas.

A corrida 1 foi muito animada no que toca a luta pelo 2º e 3º lugar, com José Rodrigues, Rafael Lobato, Manuel Gião e Francisco Carvalho a proporcionarem uma batalha a quatro, com alguns excessos à mistura, mas que garantiu muita emoção a quem assistia.

Na frente Mora somava a primeira de quatro vitorias deste fim de semana, Rodrigues em Honda Civic era o 2º classificado enquanto Lobato fechava o pódio depois de Gião ter de parar nas boxes com problemas no seu Golf GTI TCR.

Na corrida 2, era Mora de novo a vencer, mas desta vez com maior dificuldade. A prova começava já de forma atípica, com vários pilotos a terem de partir da linha das boxes por se terem atrasado na troca de pilotos de uma corrida para a outra e quase metade do pelotão ficou retido no semáforo vermelho, tendo que partir mesmo dali.

José Rodrigues arrancava melhor levando o seu Honda Civic TCR à liderança, embora muito pressionado por Mora, que consumaria a ultrapassagem na volta 7, não deixando a liderança até final. Nuno Batista acabaria por herdar o segundo posto de Rodrigues, com este a ficar sem gasolina e ter de abandonar já na última volta. Cesar Machado com isto subia alugar mais baixo do pódio.

Francisco Abreu esteve ausente à partida com o Golf GTI TCR a não estar rectificado a tempo do problema no diferencial que Gião sofreu na corrida 1.

A corrida 3 tinha mais uma vez Francisco Mora como alvo a abater, mas sem sucesso para a concorrência, vencendo de novo, deixando José Rodrigues a mais de 3´s de distancia, enquanto Nuno Batista numa batalha a três pelo último lugar do pódio batia o regressado Francisco Abreu e Cesar Machado, 4º e 5º respetivamente.

A derradeira prova deste fim de semana tinha mais um belo duelo pela vitória, com Manuel Gião a tentar vingar o azar do dia anterior, fazendo tudo para tentar bater Mora, mas em vão, com o jovem piloto da Veloso Motorsport a fazer o pleno de vitórias. Mais a trás outro duelo, agora pela 3ª posição, com Lobato a levar a melhor sobre Francisco Carvalho, numa reedição do que assistimos em braga mas agora pelo lugar mais baixo do pódio. Fechava assim mais ronda do CNT, que rumava depois das férias ao país vizinho, em Jerez.

Continua

 

Carlos Mota

Advertisement

2 pensamentos sobre “CNVT/TCR Portugal 2016: Resumo da época (Parte II)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.