WRC – Rally de Monte Carlo: Análises finais

 

Ogier: Estreia de sonho! Sebastien Ogier  realizou a sua primeira prova pela M-Sport, ao volante do novo Ford Fiesta WRC. O tetra-campeão teve uma tarefa árdua para vencer a primeira ronda do WRC mas a estrelinha de campeão voltou a estar do lado de Ogier, que depois de quase todo o rally atrás de Neuville (que seguiu a um ritmo quase inatingível), viu a vitória cair-lhe no colo com a saída de pista do belga. Ogier rodou nos limites, tentou de tudo para contrariar a velocidade do Hyundai e da boa condução de Neuville e as coisas estavam mesmo complicadas para o novo homem da M-Sport, mas nos ralis as contas fazem-se no fim e a vitória sorriu a quem teve mais sorte numa prova duríssima. Para as contas do campeonato, este triunfo pode ter ainda mais importância, pois além de somar 25 pontos, viu aqueles que serão à partida os seus maiores rivais, Meeke e Neuville a ficaram pelo caminho mais cedo. Num ano onde o equilíbrio poderá ser uma (boa) novidade, vencer desta maneira pode dar uma vantagem que em outros anos não era tão relevante. Malcolm Wilson tem razões para sorrir!

 

Latvala: Se a estreia de Ogier pela M-Sport foi de sonho, a do seu ex-colega de equipa também o foi. Latvala e a Toyota estão de parabéns! Foi sem dúvida uma surpresa, para mim pelo menos, ver a performance deste Yaris WRC que, ao que me parecia ver nos testes, estaria longe do resto da concorrência. Mas a verdade é que os registos e resultados foram animadores. Hanninen rodou muito bem entre os três mais rápidos até uma saída de estrada o ter colocado fora das contas. Latvala soube aproveitar bem os azares alheios, mas aqui e ali ia mostrando as capacidades do novo modelo e acabou com um excelente segundo posto final, depois dos problemas de Tanak já no derradeiro dia de prova. Monte Carlo foi um mar de surpresas e de contas mal feitas mas Latvala soube aproveitar as chances e conseguiu uma estreia magnifica da Toyota, servindo de motivação para o resto de temporada.

 

Tanak: Grande demonstração de classe e de maturidade por parte do estónio. Infelizmente para ele, um problema no motor já no decorrer do último dia arredou-o do segundo lugar, acabando ainda assim no 3º lugar no pódio, um prémio mais do que justo depois da grande prova realizada. Está justificada a sua entrada na equipa principal da M-Sport, numa das duplas mais entusiasmantes que a equipa já teve nos últimos anos. Poderá aqui estar uma das grandes novidades para 2017: Tanak mostrou que é um grande piloto e com o aumento da sua experiência no WRC, bem como conhecimento profundo de todos os ralis, será concerteza uma grande temporada para ele. Parabéns miúdo!

Sordo: Longe dos seus tempos áureos! No mesmo local onde já o vimos com um Mini Jonh Cooper Works WRC fazer 2º na geral atrás de Loeb, vemos desta vez um Sordo completamente diferente desses tempos. Claramente os seus melhores anos já la vão, o máximo de forma já passou e ele no fundo sabe disso. Ao longo dos anos ganhou experiência suficiente para se conhecer muito bem e joga com isso a seu favor. Sabe das suas limitações, não anda como um maluco à procura do que sabe que já não tem, então imprime um ritmo mais baixo, mas capaz de o levar até final de uma prova muito difícil e este ano particularmente complicada. Sem deslumbrar, acaba por ser o melhor entre os Hyundai. Porque “a sorte dá muito trabalho”, Sordo acaba o rally a espreitar o pódio, depois dos problemas de Tanak. Quem não tem cão, caça com gato. Bom início de época!

 

Breen: Respeito! Este andou com o modelo de 2016 a mostrar a alguns dos “oficiais” como se anda pela neve em Monte Carlo! Durante parte da prova rodou à frente de Dani Sordo, numa luta que durou até final do rally. Foi uma pena não ver este potencial todo ao volante do C3 WRC de 2017, vindo de um piloto que começa a mostrar serviço pelas cores da Citroen, provando que pode ser uma aposta segura para secundar Meeke no seio da marca francesa. Foi o melhor representante da Citroen, numa ronda muito aquém das expectativas por parte da equipa, mas ainda assim Breen sai com nota positiva.

Evans: Irregular! Teve um inicio de rally fraco, com alguns erros que resultaram em alguns problemas no seu Ford Fiesta WRC, condicionado assim os dois primeiros dias de competição, caindo muito na classificação. Melhorou e muito nos dias seguintes, mostrando porque foi aposta para regressar à equipa M-Sport e ao WRC. Venceu algumas especiais e fechou o rally em 6º, realizando uma boa recuperação ao longo dos troços de sábado e domingo. Excelente piloto, que pode este ano obter resultados interessantes, assim continue esta evolução notória que faz dele dos nomes a ter em atenção nesta temporada.

 

Lefebvre: Não foi fácil! Também teve um rally bem difícil, com alguns percalços a limitarem o desfecho final na classificação, sendo apenas 9º, atrás de alguns WRC2, depois de ser penalizado em 10 minutos na SS2, ao ficar parado no troço. Voltou nos dias seguintes, realizando uma prova cautelosa, mas aqui e ali a mostrar alguns apontamentos interessantes, vencendo inclusive a SS15 e sendo 2 na Power Stage. Jovem promessa que começa a mostrar algumas coisas interessantes. Esperamos pela sua evolução ao longo da temporada!

Neuville: Dominador! Realizou um rally quase perfeito, não fosse um mínimo erro na SS13 e poderia abrir o ano a vencer de forma categórica. O facto que fica para contar é que dominou o rally até bater numa placa de cimento que delimita a estrada. Os erros fazem partes das provas, bem como o azar ou a sorte. Falhou,é um fato, mas fica o aviso para Ogier e companhia… este Hyundai anda que se farta, está muito bem preparado, bem desenvolvido e muito bem conduzido. Neuville cheio de confiança pode ser um temível opositor a Ogier. Regressou no domingo para “limpar” a Power Stage, minimizando as perdas pontuais para o campeonato. Ficamos todos com água na boca quanto a este Hyundai e a “este” Neuville. Venha a Suécia!

 

Meeke: Desilusão! Não vimos nada! Não vimos o  que pode valer este novo Citroen, não vimos o que pode valer este Meeke, pois o pouco tempo que esteve em prova, não nos convenceu. É certo que Monte Carlo limita a condução de qualquer piloto, mas de Meeke esperávamos muito mais do que isto. Era 2º na geral quando ficou fora de prova, mas já cedia 16´s para Neuville, a andar nos limites! Tanto assim foi que ficou fora de prova ao tentar encurtar distâncias. Parece-nos que Meeke tem dificuldades em  perceber até onde pode ir e até onde não consegue ir. Se tivesse sido mais paciente, este rally poderia ter um desfecho diferente para si, veja-se Ogier ou Latvala!. Na SS4 não se ganha rally nenhum, mas foi aí que o perdeu. Para reflectir!

Paddon: Nunca mais esquecerá este rally. Acaba por ficar ligado a toda a história da prova, sem ter grandes culpas. Mas um erro na SS1, colocou-o fora de estrada, atropelando um fotografo que se encontrava muito mal colocado. É verdade que a culpa da tragédia está longe de ser sua, mas sempre ficará com este trauma. Uma irresponsabilidade de alguém (fotografo ou organização) levaram a uma situação que há muito se adivinhava neste rally, onde o publico “vibra demais”!

 

Mikkelsen: De outro campeonato! Este rapaz não é daqui! Ver Mikkelsen correr pelo WRC2 devia ser considerado crime público e ele sabe disso… aliás todos sabem disso. Não há historia para contar quanto as contas na categoria. Ele não ganhou, mas sim dizimou toda a gente e acreditamos que em parte da prova deve ter ido a meio gás sem correr grandes riscos. Acaba em 7º na geral a 9 minutos do vencedor à geral. Já agora, fica a comparação: Eric Camilli em WRC2 perdeu para ele quase 10 minutos em carros da mesma categoria! É a grande diferença entre um piloto de WRC e um piloto! Esperemos para bem do campeonato que Mikkelsen arranje rapidamente um carro para o seu estatuto!

 

Carlos Mota

2 pensamentos sobre “WRC – Rally de Monte Carlo: Análises finais

    1. Obrigado pelo comentário. Tentamos sempre que possível fazer análises das provas que seguimos. Acreditamos que existem resumos suficientes tanto ao nível vídeo como escrito e focamo-nos em tentar entender e explicar o que se passou. Agradecemos as suas palavras e esperamos que nos continue a seguir.

      Liked by 1 person

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.