F1 – Bottas: O maior desafio da sua carreira

Valtteri Bottas é o novo piloto da Mercedes para 2017. O finlandês foi a escolha da equipa para enfrentar esta mudança nas regulamentações e para preencher o lugar deixado vago por Rosberg de forma surpreendente. Mas agora tem um desafio tremendo à sua frente!

Bottas terá sido uma escolha de Wolff com o aval positivo do resto da equipa como facilmente se compreende. Valtteri é um valor seguro da F1 e já mostrou que tem qualidade. Se a sua primeira época foi bastante apagada (fruto de um carro pouco competitivo e de um inevitável período de adaptação) a segunda época mostrou um Bottas frio, mas capaz de atacar e ganhar muitas posições, conciliando com isso uma boa gestão do ritmo de corrida. Foi 4º no final do campeonato em 2014 e 5º em 2015. 2016 terá sido o ano de menor fulgor na nova era dos turbo-híbridos ficando apenas em 8º. Tem 9 pódios em seu nome. 

Não é um piloto que os fãs apreciem muito pois a sua postura é tipicamente nórdica. Fala pouco, não é dado a grandes sorrisos (talvez seja primo so Stig), e ao contrário de Kimi não tem aquela aura de estrela. Mas já mostrou que não tem medo do confronto e de falar “mais grosso” quando é preciso. É claramente piloto para uma equipa de top, mas ainda não é certo que tenha o que é preciso para ser a estrela da equipa.

Foi com alguma surpresa que vimos Wehrlein ficar para trás nas escolhas dos flechas de prata mas na verdade faz sentido pois uma equipa de topo precisa de dois pilotos de topo.

Mas para Bottas este é um desafio ambicioso. É certo que vai para a casa que tem feito os melhores carros nos últimos 3 anos, que dominou em toda a linha e que provavelmente assim continuará em 2017 o que dá alguma segurança. Mas o contrato do #77 é de apenas um ano e os rumores apontam que Vettel poderá ser o escolhido na próxima época, quando terminar o seu contrato com a Ferrari, o mesmo acontecendo com Alonso que também termina o contrato com a McLaren em 2017. Ou seja neste momento Bottas tem a difícil tarefa de chegar a uma equipa nova, adaptar-se e mostrar que pode ser a solução a médio prazo que a equipa procura, fazendo esquecer os campeões que estarão cheios de vontade de ficar com o seu lugar. A pressão é grande pois o finlandês sabe que se não render poderá ter de sair a contragosto.

Será capaz de mostrar que é o homem certo para o lugar certo? Acreditamos que sim pois Bottas mostrou nos últimos anos que sabe estar à altura das exigências e embora não seja um dos mais talentosos do grid é com certeza um dos melhores pilotos e um dos mais consistentes. Mas não temos a certeza se será capaz de segurar o lugar no final da época com nomes como Alonso e Vettel na calha.

Bottas não tem outra solução senão ser mostrar um nível brilhante, enervar Hamilton e levar a luta pelo título pelo menos até as últimas provas. É que a relação entre a Mercedes e Hamilton já foi melhor e as cenas no último GP por certo não estão esquecidas. Se Hamilton voltar a fazer feio em pista poderá ser ele o escolhido para abandonar a equipa. Para isso Bottas terá de ser no mínimo perfeito, sabendo de antemão que o novo regulamento poderá tirar a vantagem competitiva que a Mercedes tinha e que poderá não ter as mesmas condições que Rosberg teve para lutar contra um dos melhores pilotos do grid e um dos que mais dificulta a vida aos companheiros de equipa. Será que é capaz de o fazer?

bott-21

 

Fábio Mendes

Um pensamento sobre “F1 – Bottas: O maior desafio da sua carreira

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.