F1 – SF70H é a nova máquina da Ferrari

Depois de um 2016 penoso, em que as expectativas criadas desiludiram, 2017 foi abordado de uma forma completamente diferente. O secretismo foi a palavra de ordem na estrutura vermelha e pouco se ouviu falar do novo monolugar da Scuderia.

 

Hoje foi finalmente apresentado o novo bólide, baptizado de SF70H, numa apresentação muito pouco entusiasmante. Apenas um vídeo simples onde se vêem os principais intervenientes da estrutura e o carro. A Ferrari não está para perder muito tempo com festas e apresentações e resolveu assim de forma sóbria e algo fria a questão da apresentação aos fãs. Na parte da tarde a máquina rolou na pista de Fiorano com Kimi ao volante o que nos permitiu ver mais alguns pormenores.

16864850_1183763875077345_8452554873292144527_n

 

A asa apresenta um desenho bem diferente do ano passado, mais aproximado do que a Mercedes e a Red Bull faziam. A asa apresenta-se muito mais recortada, e com uma entrada de ar frontal aparentemente maior em relação ao ano passado ( as fotos na pista deixam dúvidas se realmente é o caso). Seguindo a tendência deste ano, a Ferrari adoptou o S-Duct e umas asas minúsculas na zona dos apoios da suspensão. Os apêndices aerodinâmicos na frente dos Sidepodes não são tão trabalhados quanto o que se viu na Mercedes mas as entradas de ar são as mais radicais e agressivas que vimos até hoje, com um tamanho mais reduzido face à concorrência. A curvas dos sidepods são bem mais acentuadas este ano e o carro afunila mais em relação ao ano passado. Quanto à barbatana de tubarão, é algo semelhante à da Renault, mas com um extra que irá dar que falar… ontem a Mercedes apresentou uma mini asa à frente da asa traseira, um conceito também adoptado pela Scuderia (a Mercedes ainda não definiu se irá usar a “barbatana” ou não).

16864910_1183406218446444_4391009760573357671_n

Ao volante do novo Ferrari teremos dois dos mais experientes pilotos do grid. A parceria Vettel / Raikkonen tem funcionado bem e a química entre os pilotos é boa. Vettel tem aqui um ano decisivo à sua frente, pois é o último ano de contrato e terá de ponderar se quer renovar com a Ferrari ou se quer aproveitar uma possível vaga na Mercedes em 2018. A Scuderia irá também estar muito atenta ao desempenho de Seb, que no ano passado pareceu algo nervoso e demasiado solto de língua. Vettel é um dos melhores e não é tetra-campeão por acaso e se 2015 mostrou um Vettel renovado, 2016 foi mais um ano difícil para o alemão que quer voltar às vitórias. Kimi parte para este ano com pouca pressão extra, pois o finlandês já deverá estar a ponderar se deve continuar na F1 ou não. A Ferrari deu-lhe um voto de confiança e bem, pois foi o melhor piloto da equipa na última metade do ano passado.

16996281_1183406265113106_812540033251715203_n

A equipa tem o line-up ideal para enfrentar este ano, mas falta saber se terá máquina suficiente para fazer frente à Mercedes. O carro do ano passado foi uma enorme desilusão e embora o motor tenha evoluído muito bem não foi o suficiente para chegar aos números da unidade alemã. Assim a Scuderia está numa posição delicada pois não vencer este ano irá significar mudanças na equipa, com Arrivabene a ser o provável primeiro alvo. A Ferrari precisa de estabilidade e para isso precisa de voltar a vencer. Será que irá conseguir isso?

Fábio Mendes

Um pensamento sobre “F1 – SF70H é a nova máquina da Ferrari

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.