WRC – Rally do México: Meeke assusta mas vence o rally

Depois de um segundo dia duríssimo para as máquinas, com muitos carros a darem-se mal com a falta de ar dos troços lentos e sinuosos do México, o 3º dia foi importantíssimo para a definição do vencedor deste rali.

O dia começou com Sordo bem disposto a vencer as duas primeiras especiais do dia, mas a luta mais importante era entre Kris Meeke e Sebastien Ogier. Meeke mantinha a liderança conquistada no dia anterior mas Ogier começava a apertar com o britânico.

Neuville fez o gosto ao pé e venceu a SS11, mas Meeke ia segurando o andamento de Ogier que estava a mais de 20 segundos do piloto Citroen.

A SS12 viu Ogier vencer o troço ganhando 2 segundo a Meeke, enquanto Sordo voltava a aparecer no top3. Neuville estava confortável no 3º lugar e embora Tanak mostrasse vontade de diminuir a distância, a vantagem do belga era considerável.

Na SS13 Meeke deu o golpe de misericórdia em Ogier, que fez um pião e perdeu tempo. Meeke tratou de vencer a especial, num golpe cirúrgico que lhe valeu mais 18 seg de vantagem, num total de 40 segundos, o dobro do que se tinha visto até então.

Os homens da M-Sport quiseram mostrar serviço mas Neuville segurava à distância Tanak e Meeke geria a vantagem para Ogier.

Evans venceu a SS15 e 16 e Latvala voltou a aparecer no topo da tabela embora se mantivesse num bem discreto 6º lugar na geral.

Ogier venceu o último troço do dia e conseguiu no final recuperar perto de 10 segundos a Meeke que tinha ainda 30 segundos no bolso para gerir no último dia de prova. Neuville fechava o top 3, seguido de Tanak e Paddon. Latvala Hanninen, Sordo, Evans e Tidemand completavam o top10.

Para o último dia sobravam apenas 2 troços sendo o último a Power Stage.

A SS18, a mais longa do dia seria ganha por Meeke, que resolveu não facilitar muito nesta especial, ganhando 6 segundos a Ogier, ficando com 37 segundos para gerir na última especial da prova. A não ser que Meeke tivesse muito azar, a vitória estava praticamente carimbada. Neuville fez 4º neste troço garantindo o pódio, pois Tanak esteve muito mal e apenas fez o 8º tempo atrás de Latvala.

As posições finais pareciam definidas e faltava apenas a Power Stage para termos a confirmação. E foi o que aconteceu, com Neuville  a vencer mas Meeke não se livrou de apanhar um valente susto. O Citroen teve uma saída de pista e perdeu quase a vantagem toda que tinha para Ogier. Ogier ficou com o segundo da Power Stage e Tanak fechou o top 3.

Vitória merecida de Meeke que dominou o rally e que quase deixou o pássaro fugir. A cara do britânico dizia tudo… não tinha uma pinga de sangue nele e estava branco como a cal. Ogier mantém a toada, é segundo e recupera a liderança e Neuville assegura os primeiros pontos do ano dado ordem de saída ao azar.

 

Resultado da Power Stage e do Rally

 

Destaques:

Citroen: Boa prova dos franceses que começavam a enfrentar as dúvidas dos fãs e dos media. Numa das provas mais difíceis do ano, a fiabilidade do C3 foi visivel. Meeke esteve muito bem, mais sereno e dominador como nunca se viu este ano e Lefebvre teve um azar na SS10, ele que até aí estava a ter uma boa prestação. Ainda vamos ver mais coisas boas da Citroen. Este Meeke é candidato e se mantiver a forma temos WRC!

M-Sport: Continuam a ser o alvo a abater e embora não tenham chegado ao Citroen de Meeke, mantiveram-se nos lugares cimeiros e conseguiram bons pontos. Ogier cometeu outro erro comprometedor o que mostra que o francês está a puxar o máximo que pode. Tanak não esteve tão bem mas ainda assim está num nível muito elevado e está na luta pelo título. Já Ogier volta a ser líder.

Toyota: O Yaris não se mostrou capaz de enfrentar as condições duras do México. Embora tenha deslumbrado nas duas primeiras provas, o primeiro teste em terra não foi o mais prometedor mas a equipa está a aprender e irá crescer.

Hanninen: Fazer um rali doente e limitado não é para todos mas o piloto Toyota foi até ao fim e conseguiu os pontos que a equipa precisava. Não tem sido um início de ano fácil mas Hanninen mostrou que é bravo.

Hyundai: Finalmente bons pontos para a equipa. Depois de um início prometedor mas sem ter sido capitalizado o excelente andamento, a equipa teve mais problemas em impor o ritmo neste rali, mais exigente, e problemas nos filtros de combustível fizeram perder muito tempo aos 3  carros. Mas foi uma prestação positiva da equipa e as vitórias estão a caminho.

 

Em WRC2 Tidemand venceu a prova sem grandes problemas e a 3ª vitória consecutiva para a Skoda nesta categoria. Camilli ainda deu luta mas no dia de hoje perdeu muito tempo com uma afinação incorrecta o que não lhe permitiu lutar pela vitória.

 

Próximo rally tem data marcada de 6 a 9 de Abril  na França.

fonte: wrc.com
fotos: Página de Facebook  da @World

 

Fábio Mendes

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.