F1 – GP da Austrália: A Ferrari mais forte e mais inteligente que a Mercedes

A corrida ficou marcada pela brilhante estratégia da Ferrari que optou por deixar Sebastian Vettel em pista para tentar ganhar mais de 22s de vantagem para Lewis Hamilton, quando o britânico parou nas boxes pela primeira vez (o britânico fartou-se de queixar da aderência). Hamilton ficou atrás de Max Verstappen e não conseguiu ultrapassar a piloto da Red Bull. Quando Vettel assumiu a liderança da corrida, depois de Kimi Räikkönen e Valtteri Bottas pararem para troca de pneus, o Ferrari tinha cerca de 6s de vantagem para o Mercedes.

Vettel venceu sobre Hamilton e Bottas, que ainda assustou o britânico. Räikkönen foi 4º e Verstappen fechou o top5.

 

 

A corrida ainda não tinha começado e Daniel Ricciardo parecia já fora dela. O australiano teve problemas na caixa no caminho para a grelha e estava na garagem sem certeza se ainda ia para a corrida saindo do pit lane. Ainda conseguiu ganhar mais um tempinho, já que a largada foi abortada e os pilotos tiveram de dar uma segunda volta de aquecimento.

Na largada, sem Ricciardo na corrida,  Lewis Hamilton saiu muito bem, assim como Valtteri Bottas que obrigou Sebastian Vettel a defender a posição. Na curva 2 Kevin Magnussen e Marcus Ericsson tocaram e o dinamarquês furou, tendo que trocar de pneus no final da volta 1. Nessa altura, Ricciardo saiu da box, com uma volta de atraso para todos.

 

 

Romain Grosjean desistiu na volta 15 com problemas de motor. Pena para o piloto da Haas que tinha feito uma excelente qualificação, enquanto Palmer tinha muitas dificuldades com os travões dá Renault, mantendo-se na pista durante algum tempo, mas tiveram de retirar o carro, consequência desse problema. Ericsson foi o terceiro piloto a ficar de fora da corrida, na volta 25. Daniel Ricciardo, que tinha conseguido sair para corrida depois de problemas no carro, teve de parar com problemas de motor e desistir da prova. Lance Stroll foi o piloto seguinte a desistir e mais tarde, Kevin Magnussen a cerca de 7 voltas do fim, teve de abandonar, colocando de fora os dois Haas. A McLaren também ficou sem Fernando Alonso, depois do espanhol ter estado durante quase toda a corrida nos pontos.

 

A Scuderia venceu com uma corrida imaculada de Vettel e uma estratégia excelente. Hamilton teve de se contentar com o 2º lugar seguido de Bottas.

Excelente corrida da Ferrari, Mercedes percebeu hoje que tem concorrência à altura e Red Bull está longe ainda. Boa tarde para os Toro Rosso, Force India  e Massa, Hulkenberg ainda mostrou o suficiente para chegar aos pontos.

 

Classificação provisória do GP da Austrália:

c70xlbqxwaahufe

Pedro Mendes

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.