F1-GP da China: Lewis de inicio a pavio

Lewis Hamilton venceu o GP da China, nunca largando a liderança da corrida. Hamilton aproveitou o período de Safety Car, devido a acidente na recta da meta de Antonio Giovinazzi, para mudar pela primeira vez de pneus. O britânico não parou no período de Safety Car virtual, nas primeiras voltas, para mudar os pneus intermédios com que iniciou a corrida.

Em segundo terminou Sebastian Vettel, que perdeu algumas posições no inicio da corrida, quando parou no pit stop, mas com duas ultrapassagens de qualidade, a Räikkönnen e Ricciardo, o alemão colocou-se na traseira de Verstappen (já iremos a este menino), na procura do segundo lugar e talvez de lutar pela vitória. O jovem Verstappen que ainda não tinha cometido nenhum erro, sentindo-se pressionado, bloqueou os pneus na travagem depois da recta e deixou passar Vettel.

 

foto: Mercedes

Max Verstappen, que largou de 17º, foi o homem da corrida. Com o piso molhado e durante as duas primeiras voltas, o holandês já estava a meio do pelotão. Ultrapassou de todas as formas e feitios, com DRS, sem DRS… um melhor carro em piso seco e possivelmente, teríamos outro vencedor na corrida. Não há palavras que possam descrever a prova que Max Verstappen fez. A nós, que criticamos e continuamos a criticar a ascensão à Red Bull, estamos completamente rendidos ao jovem Max e com o coração dividido entre ele e o seu colega de equipa.

Ricciardo, Räikkönen (sempre com queixas sobre o carro), Bottas (com uma manhã decepcionante), Sainz (que arriscou a largar da grelha com pneus macios), Magnussen, Perez e Ocon fecharam o top 10 do GP da China.

Todos se queixaram de poucas ultrapassagens na Austrália… hoje foi um festim de excelentes ultrapassagens, no braço, com toques, com travagens fortes, tudo a que um fã tem direito. Percebemos que o DRS não funciona tão bem como no passado, mas as ultrapassagens sem ajuda do DRS foram muito boas, com pilotos como Perez, Vettel e o inevitável Verstappen, sobressaíram.

Nesta nova geração de carros, quem tem coragem arrisca, quem não tem decepciona e hoje ficou, pelo menos para já, comprovado isso.

Destacamos, para além de Max Verstappen, Kevin Magnussen, que pode ter feito hoje a sua melhor corrida na F1 até agora; as decepções de Nico Hulkenberg, que pode para além de uma corrida mal planeada ainda levou com duas penalizações de 5s e 10s, e de Valtteri Bottas. Sabemos que para Bottas deve ser muito dificil, chegar a uma nova equipa, com Hamilton como companheiro e substituir um campeão do mundo, mas hoje fez um pião quando o SC saía de pista e perdeu posições importantes no pelotão.

Nota negativa, aliás muito negativa, para a Renault. Palmer só não fui último porque Massa tem um carro mau nestas condições e Ericsson tem um carro mais fraco, e Hulk teve uma corrida mal planeada de inicio ao fim.

c89jsocxcaa2_ap

 

De fora ficaram, Stroll, Giovinazzi, Vandoorne, Kvyat e Alonso.

c89kezsxoaaeka_

 

Pedro Mendes

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.