WRX – Montalegre: VW domina dia de Sábado

O primeiro dia de corridas no circuito internacional de Montalegre, a contar para a segunda ronda do Campeonato do Mundo de Rallycross, foi dominado pelo piloto sueco Johan Kristoffersson que acabou, inclusive, por estabelecer um novo máximo ao bater, na Q2, o recorde (volta mais rápida) do circuito barrosão: 37.802. Refira-se que o anterior máximo estava na posse, desde 2014, do colega de equipa, o norueguês Petter Solberg.

O sueco Johan Kristoffersson não deu qualquer hipótese à concorrência neste primeiro dia de provas no circuito internacional de Montalegre. Um sábado quente que coloriu o arranque da segunda jornada do Campeonato do Mundo de Rallycross. Porém, não foi só Kristoffersson a ter bom desempenho. Os dois VW Polo, da PSRX VW Team Sweden, dominaram as duas primeiras qualificações. Ambas as viaturas – que têm o apoio técnico da VW Motorsport – superiorizaram-se aos restantes, com Kristoffersson a vencer a Q1 e Q2 sendo secundado, em ambas, por Petter Solberg. Curiosamente, na Q2, os pilotos partiam lado a lado e combinaram uma tática para manter as duas primeiras posições.
Por outro lado, ainda nos Supercars – Sébastien Loeb, com um terceiro lugar na Q1 e um quinto na Q2 – colocou o Peugeot 208 no terceiro posto, na frente de Kevin Eriksson que foi quarto do dia depois de uma excelente prestação na Q2. Mattias Ekkstrom colocou o Audi S1 Quattro na quinta posição com as duas qualificações a serem efectuadas nos 2m42s.
De forma surpreendente, o sexto lugar de Kevin Hansen  ao volante do Peugeot, bem na frente do irmão Timmy que não foi além do 11º lugar. Timur Timerzyanov e Janis Baumanis colocaram os dois Ford Fiesta da Stard no sétimo e oitavo postos. Timo Scheider,  que foi segundo em Barcelona, não foi além do nono lugar, na frente de Reinis Nitiss.
Dia mau para Andreas Bakkerud que está no 20º posto. Não efetuou a Jocker Lap na Q1 e depois não esteve com ritmo na Q2, apesar de ter rodado quase sozinho. Para se ter uma ideia, na Q2, Ken Block foi mais rápido seis segundos que Bakkerud.

PORTUGUESES

Joaquim Santos, o único português em SuperCars, saiu de pista na Q1 e teve problemas na Q2.
Entre os S1600, Jussi Petteri Lapihalme impôs o Renault Clio, ao passo que o melhor português foi Mário Barbosa, a estrear o Ford Fiesta, no 16º lugar e com problemas na Q2.

BARROSÃO “TECO”

Apesar de ter iniciado mal – nono lugar na primeira manga – o barrosão João Pires (“Teco”) conseguiu recuperar ao obter um promissor quinto posto na prova de suporte deste Campeonato do Mundo de Rallycross, a categoria Crosscar. Neste primeiro dia, o vencedor foi Pedro Rosário, dominador desde os treinos cronometrados e a conquistar as duas mangas.

Press Info

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.