WTCC – Promotor trabalha para melhorar o campeonato

Aproveitamos a vinda de François Ribeiro a Vila Real, para falarmos com o promotor do WTCC acerca do campeonato, numa altura em que outras séries de carros de turismo crescem a olhos vistos e, de certa forma, ameaçam o mundial.

Não há dúvida que o WTCC, até por ser um campeonato sancionado pela FIA, serve de comparação com as restantes séries de turismos, no entanto, para Ribeiro a vinda de novos pilotos para o campeonato do Mundo é um bom sinal e  para além disso, pilotos que têm um excelente background.

Foto Francois Flamand / DPPI

O responsável lembrou-nos da carreira de Esteban Guerrieri, que competiu, entre outras, na Formula Renault 3.5 em 2010 com Daniel Ricciardo e Jean-Eric Vergne. Ribeiro contou-nos também, como avisou a Volvo que tinha que contratar Nestor Girolami, que na óptica do responsável, é tão bom quanto Péchito Lopez,  ou que Aurélien Panis tem já uma vasta experiência de monolugares, logo é só dar-lhe tempo a habituar-se aos Turismos. O futuro da competição está assegurada com estes e outros bons pilotos que vão marcar o WTCC.

Outro problema, sempre levantado pelos media, é a falta de novos construtores no campeonato. Ribeiro não quis nomear nenhum em particular, mas avisou-nos que está em negociações com alguns que podem entrar no WTCC já em 2018. Para este ano, na falta de novos construtores, o francês pensa que tanto a Volvo como a Honda, podem colocar mais 1 carro na grelha de partida de certas rondas, para além de entradas pontuais de pilotos independentes, como deverá acontecer na ronda vilarealense.

Foto: Ricardo Fontelas/Chicane Motores

Abordamos, na nossa curta conversa, o regresso a Macau, um dos mais mediáticos circuitos do Mundo. Para François, o regresso não seria necessário, se o circuito da Guia nunca tivesse saído do calendário, mas na altura, os promotores do circuito não queriam dar alguma folga ao Eurosport Events, logo Ribeiro sentiu que não podia organizar uma boa corrida como queria. Agora, com novas pessoas a tomarem as decisões em relação ao circuito da Guia, as negociações entre ambas as partes foram rápidas e a decisão foi tomada. Ribeiro pensa que, para além de Macau ser um acontecimento mediático enorme, é um grande desafio para os pilotos e que foi também a pensar neles que decidiu retomar as negociações. Nas palavras de François Ribeiro, “tal como em Vila Real, os pilotos sabem que se forem bons em Macau, são bons em qualquer circuito”.

Os compromissos do responsável máximo pelo WTCC fizeram com que a conversa fosse curta, mas conseguimos perceber que muito trabalho está a ser feito pelo promotor para continuar a colocar o campeonato no topo da agenda dos espectadores, mesmo na questão de aproximar os pilotos dos fãs e criar uma relação entre estes. Temos esperanças que em Junho, por ocasião do Circuito Internacional de Vila Realm possamos conversar mais um pouco com François Ribeiro e até termos algumas novidades para 2018.

 

Pedro Mendes
Ricardo Fontelas

Um pensamento sobre “WTCC – Promotor trabalha para melhorar o campeonato

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.