WRC – Rali da Argentina: Neuville consegue a reviravolta e vence à justa

Depois de no segundo dia ter dominado e ganho quase um minuto de vantagem para a concorrência, Evans, também prejudicado com um furo, foi perdendo tempo no terceiro dia para Neuville, que o perseguia implacavelmente.

Para o derradeiro dia faltava saber se Evans ia conseguir aguentar a liderança ou se iria claudicar perante o ritmo infernal de Neuville.

 

A SS16 teve como vencedor Tanak seguido de Neuville e Evans. Evans ainda era líder mas estava agora com apenas 9 segundos de vantagem sobre Neuville. A tarefa do galês tornava-se cada vez mais complicada mas tudo podia acontecer. Breen aparecia no top4 da SS e Ogier era 5º mantendo a toada do fim de semana. Evans queixou-se de falta de travões e Neuville disse que apenas se concentrou em ter uma condução limpa.

A SS17 trouxe mais do mesmo com Neuville a vencer a especial e Evans a perder mais tempo para o belga. O homem da DMack ia com apenas 0.6 segundos de vantagem para a última especial. Breen voltava a figurar entre os mais rápidos e Ogier fazia apenas o 8º tempo, num fim de semana que ia de mal a pior.

 

No WRC2 as contas estavam feitas e sem concorrência à altura Tidemand vencia à vontade na categoria secundária do mundial de ralis.

Faltava saber quem iria ser o vencedor do rali.

 

Na Power Stage Latvala colocava um bom tempo ficando à frente de Breen e Ostberg, mas Ogier baixava a marca do piloto da Toyota por 4 segundos. Tanak baixava ainda mais a marca e faltava saber o que faria Neuville e Evans. Neuville baixava também o tempo e falta saber se Evans conseguia igualar o tempo do belga. Neuville disse que tinha dado tudo o que podia com os pneus que tinha mas restava esperar pelo tempo de Evans.

O jovem galês errou na entrada de uma ponte o que o fez perder um segundo e foi mesmo esse segundo que lhe faltou para vencer o rali. Fez o segundo tempo da Power Stage e perdeu assim o rali. Neuville foi o grande vencedor e Tanak fechou o pódio.

Resultado da Power Stage e Geral

Destaques:

Evans – Depois de ter sido remetido injustamente para o WRC2, regressou e mostrou que tem qualidade para o mundial de ralis. Este fim de semana foi um dos melhores mas a sua juventude não lhe permitiu gerir melhor a vantagem e o resultado. Ainda assim foi um dos grandes destaques. Parabéns pela exibição

Neuville – Conseguiu a cambalhota que queria e é o primeiro a repetir a vitória em 2017. Grande exibição do belga que foi de longe o melhor dos Hyundai.

M-Sport – Valeu Tanak. Ogier quererá esquecer este fim de semana o mais depressa possivel mas o estónio levou o eu Fiesta ao pódio valendo bons pontos para a equipa.

Toyota – Latvala continua a garantir pontos e Hanninen continua discreto. É bom ver este Latvala em forma mas o Yaris tem ainda de crescer neste tipo de pisos.

Citroen – Para esquecer. O melhor (Breen) ficou em 12º lugar e Meeke, capotou duas vezes. Muito mau

 

Fábio Mendes

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.