CNVT/TCR Ibérico – Edgar Florindo: “…estou no lugar e na direcção certa!”

Edgar Florindo teve a sua estreia no fim de semana passado no Estoril. Depois de ter evoluído nos Legends, o piloto de Vila Real decidiu que era altura de dar asas à sua ambição e lutar com os melhores pilotos e as melhores máquinas. O primeiro fim de semana foi de aprendizagem e adaptação a uma realidade nova. Os resultados não foram vistosos, com uma qualificação em que ficou em 8º lugar , lugar que manteve no final da corrida 1, onde foi o piloto designado.

O resultado não foi o esperado e um problema na definição do melhor set up complicou as contas a Florindo:

“Não encontramos o melhor set up para o carro, isso sem dúvida ditou a nossa classificação. Depois, para agravar a situação, uma reacção tardia da minha parte na largada, (muitos não viram o sinal vermelho aceso, pois nem um segundo esteve ligado) e um carro que falhou o arranque à minha frente, acabou por me colocar ainda mais atrás do que o esperado.”

 

 

Foi um começo complicado mas nem por isso desmoralizador para o piloto, que sente confiança na sua equipa e está convicto que as soluções aparecerão já na próxima corrida:

“A parte boa disto tudo é que temos excelentes indicadores de que vamos para a luta do topo da classificação já a partir da próxima corrida. Não tenho dúvidas que a Speedy vai encontrar o melhor set up já para a próxima corrida.”

Mas não podemos esquecer que foi uma estreia e as estreias também devem ser saboreadas e o piloto ficou com muito boas sensações da sua primeira corrida, não escondendo a sua felicidade.

“A sensação de fazer parte de um dos melhores CNV de sempre, se não o melhor (veja-se que nunca o campeonato teve tantos carros que pudessem discutir o primeiro lugar da geral) é algo que me deixa muito feliz, mais ainda porque desde que comecei a competir se fala da falta de bons pilotos, bons campeonatos e agora estou inserido num campeonato que está a tomar o rumo que todos pretendem… sinto que estou no lugar e na direcção certa!”

 

Comparando a sua nova realidade com a anterior, os pontos comuns são poucos… a excepção do espírito competitivo do piloto que permanece igual:

“Em relação ao campeonato em si, é tudo diferente. Os carros têm muitas afinações, as equipas são profissionais, e assim o nosso nível de condução acaba por evoluir mais facilmente, pois temos todas as ferramentas que nos permitem analisar as nossas prestações. Quanto à parte de competição, a partir do momento que estamos dentro do carro e em prova, sinceramente a concentração, dedicação, garra e atitude são as mesmas estando a conduzir um Seat Leon TCR ou um Toyota Carina E.”

Edgar Florindo regressa às pistas nos dias 10 e 11 de Junho na pista espanhola de Jarama.

foto: retiradas da página oficial do piloto e da Speedy Motorsport

 

Fábio Mendes

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.