Moto2 – Miguel Oliveira: Novo motor é positivo

Anunciado este fim-de-semana em Mugello como o motor da classe Moto 2 a partir de 2019, o propulsor Triumph 675 de três cilindros irá trazer novos desafios para uma classe que desde o seu nascimento sempre utilizou o quatro cilindros oriundo da Honda. Mais potente, com mais binário e maior cilindrada o motor da marca britânica irá marcar o início de uma nova era de desafios para pilotos e equipas do competitivo campeonato. Uma novidade que Miguel Oliveira considera ser uma ‘lufada de ar fresco’.

“Para ser sincero espero não estar na classe dentro de dois anos, mas parece-me ser uma ‘lufada de ar fresco’ a chegada deste motor. Esta categoria está muito parada em termos de desenvolvimento e com a chegada de um novo motor haverá espaço para progressão e evolução.”

O três cilindros da Triumph irá estrear-se apenas em 2019 e marcará o final de nove anos de utilização exclusiva do motor Honda na categoria. Este primeiro contrato com a Dorna terá a duração de três anos, terminando em 2021.

Press Info

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.