F1 – Hamilton vence tranquilamente e Force India desperdiça oportunidade

Grande corrida no Canadá. Ferrari teve uma tarde complicada mas Vettel fez uma das melhores exibições do ano, a Mercedes geriu como quis a corrida e a Force India desperdiçou  a oportunidade de subir ao pódio mas Ricciardo agradeceu e ficou com o 3º posto.

O vento era um factor que poderia influenciar o desenrolar da corrida, com máquinas tão sensíveis a nivel aerodinâmico. Esperava-se que o Safety Car tivesse trabalho durante a corrida. Devido ao acidente na qualificação, Wehrlein largava das boxes por troca de caixa de velocidade e troca de asa traseira.

Kvyat ficou parado na volta de lançamento o que estragava a tarde do russo. Na largada Verstappen teve uma largada fenomenal e só parou na 2ª posição. Mais atrás Sainz levava um toque de Grosjean, depois de apertar demasiado o francês antes da curva 3, que o fez perder a traseira do carro indo embater em Massa, acabando a corrida de ambos. 

Tínhamos Hamilton líder com Verstappen, Bottas, Vettel, Ricciardo, Raikkonen, Perez, Perez, Ocon, Hulkenberg e Kvyat que estranhamente aparecia no top 10, quando deveria ter largado do fim do grid.

No recomeço Verstappen tentou apanhar Hamilton, mas foi Bottas que iam passando o holandês que segurou a posição. Kimi continuava a perder posições e era passado por Perez. Para a Ferrari as coisas ficavam piores com Vettel a aparecer com a asa dianteira parcialmente danificada o que iria custar caro ao alemão. A equipa fez entrar o líder do campeonato mais cedo para trocar pneus e asa dianteira. Seb, ficava em último. Passado algumas voltas o piloto queixava-se de mais danos na nova asa. A tarde estava a ir de mal a pior.

 

Na volta 11 mais um golpe de teatro. Verstappen aparecia parado em pista com o seu carro inanimado. Uma pena, depois de um arranque espectacular.

No recomeço, Vandoorne perdeu posições para Magnussen, Stroll e Hulkenberg ficando fora dos pontos, ao contrário de Alonso que se mantinha em 8º que iria se transformar num 7º lugar com o drive Through de Kvyat por não estar na posição correcta na largada.

Kimi entrava nas boxes mas cedo para tentar desestabilizar Perez que seguia em 4º. Mais atrás Magnussen, Stroll e Hulkenberg divertiam-se e divertiam os fãs, na luta pelos últimos lugares do top 10, sendo apanhados por Vettel que era agora 11º à volta 19.

O alemão estava a fazer uma recuperação notável e na volta 30 era 7º. Hamilton era ainda líder, sem ter ido à boxe, seguido de Ocon, Bottas, Ricciardo, Perez e Raikkonen. Alonso era 8º e parecia um estratega no radio a pedir informações e pneus. Hulkenberg e Magnussen fechavam o top 10. Kvyat alterava isso e subia para o 10º, com o russo claramente em modo ataque.

 

A mistura de pneus escolhida pelas várias equipas e pelos pilotos complicavam as previsões. Na volta 32 Ocon começava a lutar com os pneus e Bottas aproximava-se muito, na mesma volta em que Hamilton ia às boxes, ele que estava a ter uma tarde tranquila. Ocon foi para as boxes na mesma volta.

Na volta 42 Kimi entrava nas boxes e deixava a via aberta para Ocon subir à 5ª posição. O Iceman apostava numa estratégia de 2 paragens, mas a Force India estava em excelentes condições para conseguir um resultado notável. Vettel parava na volta 50 para calçar os pneus mais rápidos e os Force India teria de aguentar a pressão da Scuderia no final da corrida. 

Na volta 55 o pesadelo de Kvyat continuava cumprindo a penalização e para além disso uma confusão nas boxes levou a equipa a trazer os softs numa paragem que demorou demasiado tempo, o que o levou a desistir da corrida.

Na frente os Force India estavam com vontade de mostrar serviço. Perez queria manter-se na traseira de Ricciardo mas Ocon tinha os pneus menos usados e estava com vontade de tentar também. Perez insistia que queria ficar na frente e que iria conseguir passar Ricciardo enquanto Ocon estava na lista de espera para tentar o mesmo. Enquanto isso Raikkonen aproximava-se deste trio. 

A 10 voltas do fim Kimi errou e com isso Vettel passou para a sua frente em 6º e era agora o ponta de lança para atacar os Force India o que aconteceu a 5 voltas do fim.  Kimi tinha problemas nos travões e perdia muito tempo enquanto Vettel tentava chegar-se aos Force. Ocon perdia a paciência e tentava passar Perez. Na confusão, Vettel arriscou tudo e conseguiu passar Ocon que teve de evitar o acidente foi para fora de pista perdendo o lugar para o alemão.

Na penúltima volta Vettel conseguiu passar Perez e concluía assim uma recuperação fantástica. Depois disso Alonso ficava outra vez fora de prova com mais um problema no seu McLaren, quando era 10º e tinha o lugar garantido.

Hamilton era o grande vencedor  seguido de Bottas e Ricciardo que lucrou e de que maneira com a luta atrás de si.

 

Resultado final:

 

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s