5 motivos para ver o CNVT / TCR Ibérico

Dose dupla de competição este ano em Vila Real. Os fãs do automobilismo têm motivos para ficar contentes e se pensaram na semana passada que era pena já ter terminado a festa, há ainda muito mais para ver. Desta vez os cabeças de cartaz são os homens do CNVT / TCR Ibérico, que vêm visitar Vila Real com as suas máquinas, numa luta renhida pelo título. Há muitos motivos vir a Vila Real mas vamos escolher apenas 5.

#1 – Vila Real

“Estes tipos estão-se a repetir” pensarão alguns. Mas como Vila Real pode não ser o primeiro motivo para vir ver corridas? Uma pista espectacular, uma ambiente fantástico, um público soberbo. Quando se diz que Vila Real é a capital do desporto motorizado não é por acaso. Em que outra pista se vê um pódio como se viu no WTCC, mesmo sem nenhuma vitória portuguesa para festejar? Em que outra pista se vê esta comunhão com os pilotos? Já tínhamos referido alguns motivos para vir a Vila Real, mas o último fim-de-semana confirmou o que já tínhamos dito. Se gosta de corridas, venha. Se não gosta venha na mesma, vai gostar do convívio e da festa. E se gosta de corridas e festa, então para si o Natal chegou mais cedo!

#2 – O que é nacional é bom e tem de ser valorizado

“Um povo tão entusiasta com o desporto automóvel deve ter um campeonato bem catita e competitivo”, pensarão os estrangeiros… Bem, temos um campeonato interessante e competitivo mas ainda com um grid curto. Precisamos de mais carros em pista e isso só se consegue atraindo mais pessoas. Normalmente as corridas do campeonato nacional, que este ano coincide também com a recém-criada taça Ibérica (numa tentativa de trazer mais carros para as pistas), não atraem o público que todos gostaríamos de ver e isso prejudica… os pilotos. Se há coisa que temos por cá é talento, basta ver os pilotos presentes na grelha de partida. Escolheríamos facilmente uns quantos para dar cartas lá fora, sem ser preciso suarem muito (basta ver o exemplo de José Rodrigues, que se está a afirmar na Alemanha). O que falta é a vontade dos patrocinadores em apostar na modalidade e isso complica a vida aos pilotos com muita qualidade, mas sem orçamento para dar o salto. É preciso dar mais apoio ao desporto motorizado nacional e para isso… basta ir ver as corridas. Quanto mais gente for, mais os patrocinadores vão apostar e mais apoios os pilotos terão. E se fazemos o “esforço” para ver o WTCC e ETCC, podemos também fazer pelos pilotos nacionais. Garantimos que se o público começar a aderir mais, os carros vão aparecer e o campeonato vai crescer e melhorar. E Vila Real é o local ideal para que a mudança comece a ganhar forma. Os pilotos presentes em pista já são o suficiente para garantir um excelente espectáculo.

 

#3 – Um vencedor difícil de prever

Outro dos motivos pelo qual vai valer a pena ver o CNVT / TCR Ibérico é a qualidade das máquinas e a imprevisibilidade das corridas. Até agora Francisco Mora tem sido o nome em destaque no campeonato mas em Vila Real a história é outra e tudo pode acontecer. Para além de Mora, Francisco Abreu, Rafael Lobato, César Machado e Manuel Gião têm sido outros dos pilotos em destaque nas duas primeiras rondas do campeonato, isto para referir apenas alguns. Quem levará a melhor no asfalto transmontano? Lobato tem sido um dos nomes apontado como favorito pelo seu historial recente mas acreditamos que a luta pelo primeiro lugar do pódio estará ao rubro e temos de contar com todos na luta pela a tão desejada taça de barro de Bisalhães. Não arriscamos apontar um favorito mas estamos ansiosos por ver a acção em pista.  Com tanta qualidade e equilíbrio no grid, vai ser quente!

#4 – Equipas com vontade de dar a volta ao texto

Se para a Veloso Motorsport e para a Team Novadriver tem sido um bom arranque de época, para outras equipas o início tem sido menos positivo e há vontade de mudar a sorte já em Vila Real. Os casos mais flagrantes são da CRM, que está a desenvolver o novo  Kia Cee´d e tem tido alguns problemas de fiabilidade (normais nesta fase do projecto), embora na última ronda tenham mostrado um andamento interessante e a Speedy Motorsport. A equipa de Pedro Salvador teve um começo de época titubeante e os carros ainda não estão no ponto. A equipa vai tentar dar a volta à situação em Vila Real, uma pista que tem sido bem acolhedora para Salvador, que já venceu várias vezes como piloto e como chefe de equipa. As duas duplas de pilotos têm qualidade, conhecem bem a pista e estão todos apostados em mudar o rumo do campeonato já neste fim de semana. A espanhola Baporo também tem estado ainda longe dos lugares cimeiros, com Gustavo Moura a representar as cores nacionais na equipa e com vontade de mostrar serviço.

#5 – Luta pelo título chega a uma fase crucial

Tal como no WTCC, o CNVT e o TCR Ibérico chegam a Vila Real numa fase importante. No CNVT o campeonato chega a meio, faltando realizar 2 provas depois de Vila Real (sendo as duas “double sprint”). As distâncias entre os pilotos são ainda muito reduzidas e tudo pode mudar num fim de semana, que conta sempre com 2 provas no mínimo. No TCR Ibérico restam a ronda de Vila Real e a ronda de Barcelona para concluir a taça ibérica. Mora lidera ambas as competições mas a concorrência está próxima e um deslize pode complicar tudo. Vila Real, pela especificidade e pela exigência, poderá tornar-se na prova chave do campeonato no que à classificação geral diz respeito.

 

Com tantas boas razões para vir ver as corridas vai ficar em casa no próximo fim de semana?

 

 

Fábio Mendes

 

Chicane Motores / Purple Profile – New Media Agency

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s