CNVT/TCR – Francisco Abreu: “fiquei na expectativa de um erro”

O pódio da primeira corrida do TCR Ibérico foi atrasado, porque vários pilotos se queixaram de alguns cortes nas chicanes por parte de Francisco Mora e Rafael Lobato, que lutaram nas poucas voltas restantes da corrida, pelo 1º lugar. O terceiro classificado da primeira corrida do TCR Ibérico, foi uma das vozes mais activas, mesmo no fim da cerimónia de pódio, quando falamos com Francisco Abreu.

Quisemos saber qual a sua opinião acerca da corrida. Para o madeirense foi “uma corrida típica e muito característica deste tipo de circuitos. Pára, arranca, pára, arranca, quebra muito o ritmo e no fim tivemos apenas duas voltas e sabia que o Rafael ia tentar atacar o Kiko (Francisco Mora). E eu fiquei na expectativa de um erro de um deles, porque sabia que se algum errasse ia perder posições”

Acerca da questão dos cortes da chicanes, Abreu foi peremptório: “O que eu disse ao director de prova foi que, ou aplicamos as regras ou ninguém faz a chicane. Todas as minhas voltas fiz pela chicane e eles cortavam sempre. Não foram 1 ou 2 voltas, foram 3 ou 4 vezes e ganhavam tempo.”

Em relação à segunda corrida, que o piloto madeirense tem a pole position, Abreu espera partir bem, ganhar alguma vantagem e defender a sua posição.

Chicane Motores

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s