Manuel Fernandes Jr. – “Sinto-me muito orgulhoso por fazer parte desta cidade”

Manuel Fernandes Jr, que a partir de agora trataremos por Manel para facilitar a vida, recebeu-nos antes da sua última prova do dia onde iria participar. Tínhamos prometido ao piloto falar com ele e surgiu esta oportunidade numa altura que o piloto já estava a preparar-se mentalmente para a última prova.

 

Num ambiente descontraído falamos do fim de semana e até estávamos a ver que o homem não queria ir para a prova, mas no fundo o Manel, tal como os outros pilotos, vive para a pista e sabíamos que assim que ele colocasse o capacete iria dar tudo.

Antes de ir para a pista e vencer a última corrida o piloto fez-nos o balanço do fim de semana até aquela altura (podíamos ter dito que falamos com ele no final mas isso seria Fake News):

 

“Correu tudo bem e foi tudo perfeito tanto para mim, como para a equipa. Fomos sempre primeiros e nos treinos livres chegamos a rodar 3 segundos mais rápido que o 2º classificado. Nos cronometrados não consegui apanhar uma volta limpa e na única em que apanhei menos tráfego, tinha um adversário no final da recta de Mateus e por causa disso não consegui baixar o tempo e só conseguimos uma décima para o 2º classificado.

Na  primeira corrida o Luís Delgado ganhou incontestavelmente. Eu tive mais sorte na segunda corrida, pois o Safety Car não entrou e tivemos bandeira vermelha praticamente no final, o que não iria mudar nada. Conseguimos ganhar uma boa vantagem logo no arranque e ao fim da 3ª volta já rodávamos com mais de 4 segundos de vantagem para o 2º classificado, abrimos até aos 8 segundos e a partir daí foi gerir o andamento. No fundo, nos Feup 3 é um balanço extremamente positivo.”

“No troféu mini o carro chegou na quinta e tive  o primeiro contacto no sábado nos treinos livres. O carro não estava bem como gostaria, mas ainda assim conseguimos um excelente resultado nos cronometrados, com mais de 2 segundos para o 2º classificado. Para mim o grande mérito desta prestação vai para a equipa que teve o trabalho de aprimorar uma máquina que não corria há muito tempo e são eles que merecem os louros destes resultados. Na primeira corrida entreguei o carro ao Pedro Carvalho em 1º, mas fruto de alguma inexperiência acabamos em 6º.” 

(Esta parte já foi falada depois, mas façam de conta que é a mesma conversa) “Na segunda corrida consegui arrancar bem e manter o primeiro lugar, ao início ainda consegui rodar perto dos Porsche mas o meu campeonato era o troféu Mini, então optei por manter um ritmo seguro. Adorei fazer esta corrida e espero voltar a repetir a experiência pois os carros são fantásticos !”

A paixão das corridas em Vila Real foi um tema incontornável e Manel avaliou muito positivamente a moldura humana que se deslocou para ver as provas:

“Os fãs mais uma vez corresponderam. Penso até que em comparação com o ano passado tivemos mais gente a ver as nossas corridas, embora não tenha havido tanta gente no paddock e acho que os pilotos de Vila Real são muito acarinhados pelo público, o público adora corridas e as corridas não podem sair daqui e até acho que devia haver mais fins de semana, tal é a paixão do público pelas corridas. Vila Real é isto, somos conhecidos pelas corridas e faz parte da nossa identidade e por isso temos de manter esta tradição e esta paixão.”

 

E como piloto da cidade, Manel não podia estar mais orgulhoso e feliz por fazer parte desta festa e poder brilhar perante o seu público:

“Sinto-me muito orgulhoso por fazer parte desta cidade. Quando vamos a outros circuitos, as únicas pessoas que temos a apoiar são a família e alguns amigos que fazem o esforço de nos ir apoiar. Aqui em qualquer sitio da pista temos pessoas a apoiar-nos e isso dá muita força e eles também são os responsáveis pelas nossas vitórias. É absolutamente incrível!”

Somos sinceros, quando falamos com o Manel já era o fim de dois dias de trabalho árduo também para nós. Estávamos a tentar arranjar forças para falar com mais pilotos (quem nos dera falar com todos) mas já não dava para muito mais e aquele quarto de hora sentados a falar com o Manel foi o resumo perfeito do fim de semana. Um homem da terra que ia para a pista mostrar a sua qualidade, a falar sem problemas e de forma aberta e a partilhar connosco o espírito das corridas. Aquele espírito de comunhão de uma paixão que nos une e que torna uma cidade ainda maior. Manel teve um fim de semana em cheio, levou para casa mais umas taças de barro de Bisalhães, mostrou a todos a sua qualidade e deu-nos mais uma mostra do que são as corridas no seu estado mais puro.

 

Fotos: Miguel Fonseca / Ricardo Fontelas

 

Chicane Motores

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s