CNR – Rali de Mortágua: Breen vence e Vieira foi o melhor nacional

Chegar, ver e vencer. Craig Breen veio visitar Portugal e deixou bem claro o seu potencial e a sua qualidade (como se precisasse de o provar). O piloto da Citroen veio dar uma “ajuda” a José Pedro Fontes, assumindo a sua máquina enquanto recupera a forma e fez o que se esperava… dominou a prova e mais que isso, conseguiu uma excelente recuperação. Em relação aos pilotos nacionais, Carlos Vieira foi o homem do dia e ficou merecidamente com  “a taça” de melhor português neste rali.

 

O primeiro líder da prova foi Miguel Barbosa, que venceu a PE1, super-especial de pouco menos de 2Km. Infelizmente, um dos homens na luta pelo título ficava de fora, com João Barbosa ter problemas na bomba de gasolina do seu Fiesta, que o impediram de participar na super-especial. Pedro Meireles foi segundo. seguido de Craig Breen, que no entanto foi penalizado em 50 segundos (chegar atrasado – devido a problemas técnicos- custa caro) e começaria o 2º dia de prova a 52, segundos da liderança.

 

O piloto que substituiu Zé Pedro Fontes no DS3 da Sports & You, fez uma recuperação notável e venceu todas as especiais do dia. Breen apresentou um andamento muito superior a todos os outros concorrentes, estando obviamente habituado as exigências do WRC. No que a pilotos nacionais diz respeito, o destaque foi para Carlos Vieira, que nesta prova esteve aos comandos de um Skoda Fabia R5. Vieira, ficou a 10 segundos do primeiro lugar na PE1, mas iniciou também ele uma excelente recuperação logo no início do dia, passando para a liderança do rali na PE2, que viria no entanto a perder na PE5, sem argumentos para acompanhar o andamento de Breen. Pedro Meireles e Miguel Barbosa seguiam Vieira, por esta ordem, mas apenas Meireles estava em condições de tentar o assalto ao 2º lugar, pois Miguel Barbosa estava a mais de 1 min do piloto do Skoda.

 

No final da PE 7, Breen era líder com 21 segundos de diferença para Vieira,  Pedro Meireles era 3º a 6 segundos do 2º posto e Miguel Barbosa estava a 1:11 min do último lugar no pódio. Seguiam-se também Diogo Salvi, Manuel Castro e Miguel Nunes. Daniel Nunes era o mais rápido nas máquinas de duas rodas motrizes com larga margem, tendo vencido todas as especiais na sua categoria, seguido de Gil Antunes e Paulo Neto.

 

Na última especial do rali, Breen carimbou a vitória, com uma vantagem de 27 segundos para Carlos Vieira. Pedro Meireles fechou o pódio a 13 seg de Vieira. Diogo Salvi fechou o top5 e nas duas rodas motrizes, Daniel Nunes confirmou o triunfo, sendo novamente o mais rápido, concluindo da melhor forma uma excelente prova. 

 

Breen apresentou o nível que se esperava, encarando a prova com seriedade, com a recuperação a ser a prova de que o irlandês veio com vontade de vencer. Carlos Vieira tem todos os motivos para estar satisfeito, pois foi o melhor português, recuperando também de uma desvantagem, tudo isto ao volante de uma máquina nova, ele que tem competido com um Citroen Ds3 R5. Pedro Meireles tentou chegar ao 2º lugar sem sucesso mas nunca deixou de pressionar Vieira e Miguel Barbosa não teve a afinação ideal e o resultado está à vista.

 

Faltam duas provas para o final do campeonato e a próxima prova está marcada para 14 e 15 de Outubro, com a realização do Rali do Targa.

 

 

 

 

 

Fábio Mendes

 

Fotos – retiradas das páginas de facebook dos pilotos.
Fontes – autosport.pt,
sportmotores.com,
 http://cnr.cronobandeira.com

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.