F1 – Grosjean: “Penso que na Q1 o carro era capaz de entrar nos dez primeiros”

Romain Grosjean não foi feliz na qualificação de hoje do GP do Japão, em Suzuka. O francês da Haas perdeu o controlo do VF-17 na curva 4 do traçado nipónico e embateu de forma espectacular nas protecções laterais do circuito.

Enquanto Grosjean bateu na Q1 e obrigou à amostragem das bandeiras vermelhas, o seu colega de equipa, Kevin Magnussen conseguiu passar à fase seguinte da qualificação com o 15º tempo. Para Grosjean o acidente veio numa fase em que o piloto se sentia confiante em conseguir um bom tempo.

A primeira volta lançada foi muito boa. Tive um momento complicado na Curva 11, o que me custou muito tempo relativamente ao Kevin. Portanto, penso que o carro era capaz de entrar nos dez primeiros, na Q1. Fui para uma segunda volta lançada, e estava a fazer o que sempre fiz, de repente o carro sobrevirou subitamente sem qualquer motivo. Temos que analisar o que aconteceu. Certamente que ataquei a Curva 3 um pouco mais depressa que na volta anterior, mas nada de louco. Perdi o controlo [do carro] e tentei recuperá-lo para a Curva 4, mas era já tarde. Tentei mantê-lo em pista o máximo que pude, para evitar o acidente, mas fugiu ao meu controlo pela segunda vez e alarguei a trajectória. Uma vez na relva, que estava molhada, era impossível evitar a barreira.”, contou o piloto após a qualificação.

Guenther Steiner, team principal da Haas, afirmou estar um pouco apreensivo com o carro de Grosjean.“Temos que verificar quais são os danos no carro do Romain e se é necessário mudar algum componente que implique uma penalização. Mas foi um longo dia para toda a equipa. A sorte não parece estar do nosso lado, de momento, mas isso mudará. Temos apenas que olhar em frente, estar prontos para a corrida de amanhã e, pelo menos tentar colocar um carro nos pontos.”

Já Kevin Magnussen disse que a equipa esperava estar um pouco mais atrás na grelha. “Esperávamos estar no décimo sexto e décimo sétimo lugares na qualificação e estou em décimo terceiro, que passará amanhã a décimo segundo. Portanto, não posso estar infeliz com isso. Quando é assim tão competitivo, gostaríamos de ser um pouco mais rápidos, portanto, é um pouco frustrante não estar lá. Estamos ainda perto dos pontos. Vamos ver se conseguimos marcar alguns, amanhã.”

 

A corrida do GP do Japão começa amanhã às 6h portuguesas.

foto: Haas F1 Team

Pedro Mendes com Press Info

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.