TCR Portugal tem por onde crescer?

O Campeonato Nacional de Velocidade de Turismos chegou ao fim, assim como o troféu ibérico. O TCR Portugal teve os seus altos e baixos, felizmente com mais altos que baixos, mas o Ibérico ficou aquém das expectativas. Como nos apercebemos, tanto os espectadores como os pilotos e equipas, esperavam bem mais.

 

O TCR Ibérico foi sem dúvida, uma excelente ideia, no papel. Não nos cabe avaliar se foi a altura certa para “convidar” o pessoal espanhol a juntar-se à festa ou se as coisas foram bem feitas para que o interesse fosse recíproco, mas não podemos deixar de lado que foi uma pedra no charco, com consequências para pilotos, equipas e até para a reputação de promotores e federações. Talvez trocar a ideia de um TCR Ibérico para desenvolver o TCR Portugal. Se tivermos um troféu forte e competente, com anos de vida pela frente, pode ser que mais tarde seja oportuno tentar a junção de portugueses e espanhóis.

Outra questão que nos parece importante é o número baixo de pilotos no Nacional, mas convém lembrar, antes de aprofundarmos este ponto, que somos um país com 3 circuitos permanentes e 1 (possivelmente 2) circuito citadino e que os patrocinadores para todas as modalidades automobilísticas não abundam.

Defendemos que, não será por aumentar repentinamente e através de Obra e Graça do Espírito Santo o número de pilotos que o Nacional melhora, até porque assistimos este ano à troca de pilotos dentro das estruturas, porque uns não tinham orçamento para Portimão, enquanto outros os substituíam. Que venham mais pilotos, mas que se mantenham até ao fim da época. Vamos dar um exemplo prático: Edgar Florindo fez a sua estreia nos Turismos este ano e até Vila Real, com alguns azares à mistura, esteve claramente em período de adaptação. Depois do período sabático terminar, o piloto que veio dos Legends, subiu de forma como uma flecha, com 8 pódios consecutivos nas rondas duplas de Braga e Portimão, duas dessas subidas foram ao lugar mais alto. Patrick Cunha parecia mais à vontade no Audi no fim da época do que até Vila Real. São coincidências? Não nos parece.

 

 

Outro ponto acerca dos pilotos. Que venham mais pilotos com qualidade, mas que venham também com a consciência que o TCR é um campeonato caro e que conduzir um TCR2 numa primeira ou numa segunda época não é desprestigiante, até pelo contrário. João Sousa fez este ano, aquilo que mais estruturas e pilotos deviam colocar como objectivo: uma época inteira em ambientação ao TCR com resultados positivos com orçamentos razoáveis… e não falamos de pódios ou vitórias.

Claro que é fácil escrever isso, já que não vamos andar a bater de porta em porta aos patrocinadores, qual caça aos gambuzinos. Aí pensamos que o promotor e a federação devem dar um apoio. Antes de mais, ter um calendário definido o quanto antes para dar tempo da tal caça. Segundo, trabalhar mais, e melhor, a divulgação do campeonato. É óbvio que também estes precisam de diñero. Só para dar um exemplo, para ser possível a transmissão das provas no Estoril ou em Portimão, o número de câmaras teria de triplicar ou quadruplicar em relação aquelas que foram utilizadas em Braga este ano.

 

 

Mas não limitamos a divulgação às transmissões das provas. Fazer lobby para ganhar destaque nos canais de desporto nacionais e mesmo na televisão pública. Não é possível que se fale de F1 ou WRC nos blocos informativos da RTP3 e não se divulgue sequer quem foi o vencedor de uma qualquer ronda nacional. Temos vergonha dos circuitos nacionais ou dos pilotos ou do próprio campeonato?

 

 

Tudo o que escrevemos são questões que surgem em conversa quando encontramos alguns pilotos, mas como é óbvio, cabe ao promotor e à federação trabalhar, pensar e executar novas propostas para que o TCR Portugal seja cada vez mais atractivo. As lutas entre bons pilotos com bons carros, essas existem e são bem duras, como é apanágio dos Turismos.  

 

Pedro Mendes

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.