WRC – Será 2018 um ano de estreias?

Do que vale a história e as estatísticas num campeonato do mundo de ralis? Muito provavelmente de nada, ainda para mais este ano em que tudo está tão equilibrado e… apetitoso. Já falamos de um pouco do que nos espera no campeonato de 2018 de ralis mas há algumas tendências interessantes que talvez devam ser tidas em conta no início deste ano.

Temos de falar obviamente dos candidatos ao titulo e nesse capitulo se se confirmar o chavão que diz que a história está condenada a repetir-se o campeão será francês… ou finlandês (se estavam à espera de dicas para apostas lamentamos). De 1977 até 2017 tivemos 15 campeonatos ganhos por um piloto francês e 14 por pilotos finlandeses. São os grandes dominadores embora do lado gaulês tenham existido até agora 3 campeões apenas. Auriol foi o primeiro e seguiu-se Sebastien Loeb… que levou 9 de seguida entregando o “estaminé” a um compatriota, também Sebastien… neste caso Ogier. Desde 2004 que tem sido um piloto francês a vencer o campeonato (e curiosamente desde 2004 que é um Sebastien que vence). Do lado finlandês tivemos Alen (1), Vatanen (1), Mikkola (1), Salonen (1), Kankkunen (4), Makinen (4) e Grunholm (2).

Assim é fácil entender que teremos de contar sempre com pilotos vindos destes dois países. No que diz respeito a outras nacionalidades a contagem é a seguinte: Itália tem 3 ( Munari e Biasion), Reino Unido 2 (Burns e McRae), Espanha 2 (Sainz), Alemanha 2 (Rohrl) Suécia 2 (Blomqvist e Waldergard) e Noruega 1 (Solberg).

foto in: caradvice.com.au

Como nisto do desporto motorizado nem só o piloto conta, temos de ter em atenção a marca da máquina que tem entre mãos. Aí claramente a história vai ter pouca influência pois a grande dominadora dos ralis não está infelizmente presente. A Lancia, outrora uma potencia nos ralis é agora uma marca sem relevo a nível mundial. Para entenderem melhor o engenho dos italianos vejam o último episódio do The Grand Tour (obrigatório!). A Lancia tem 10 titulos seguidos da Citroen com 8. A Peugeot não conta (5), a VW não conta (4), a Ford a Toyota e a Subaru e a Fiat estão equiparadas (3) e a Audi tem 2. Aqui os franceses estão novamente em vantagem apenas porque não existem italianos com quem estão empatados no nº de títulos (13). O Japão surge a seguir com 7, e a Alemanha com 6.

 

Como explicar este domínio francês no WRC? Muito graças ao fenómeno Loeb que arrastou consigo a Citroen numa senda de vitórias imparável. Ogier é o herdeiro natural e continua a ser o homem forte do campeonato. Mas este ano há candidatos à estreia. A Bélgica tem agora um piloto com capacidade para levar o nome do país mais alto (Neuville), com a ajuda de uma marca coreana (Hyundai), que também procura inscrever o seu nome na lista de vencedores. Não podemos esquecer a  Estónia (Tanak) que agora também tem motivos para torcer por algo mais que vitórias nos ralis. A Noruega tem para já um representante (Solberg claro) mas conta com mais um sério candidato em 2018 (Mikkelsen). Mas se tivermos de escolher a nação mais forte no rali será sem dúvida a Finlândia. de 77 a 2017 apenas por 7 vezes não tivemos um finlandês no top 3 final. Em 40 edições é obra!

Portanto se a estatística estiver certa, o titulo de pilotos será entregue a  Ogier… ou Latvala… ou Lappi… ou Suninen (se calhar os últimos dois ainda não)  e a Citroen a vencer o de construtores (com a Toyota logo atrás). Mas não sei porquê, este ano estou inclinado para esquecer a estatística e apostar em estreias… um belga campeão num carro coreano. E vocês?

 

Fábio Mendes

2 pensamentos sobre “WRC – Será 2018 um ano de estreias?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.