NASCAR Sprint Cup Series – Crown Royal Presents the Jeff Kyle 400 at the Brickyard

A Sprint Cup passou por uma das pistas mais importantes do desporto motorizado, Indianápolis, numa prova que teve 400 milhas.

Carl Edwards (#19) fez a pole, com Joey Logano (#22) logo a seguir. Edwards liderou no arranque, que foi antecipado em 10 minutos por causa de uma ameaça de chuva para a corrida, mas na saída da curva 2 foi Logano a assumir a liderança.

foto: NASCAR
foto: NASCAR

Logano e Edwards ganharam uma pequena vantagem para um competitivo Tony Stewart (#14), Kevin Harvick (#4) e Kyle Busch (#18), que veio rapidamente do 8º para o 5º lugar nas primeiras 10 voltas.
Este quinteto ganhou uma vantagem considerável para o resto do pelotão.

Logano ficou com alguns detritos na sua grelha e deixou passar Edwards na volta 13. Com isto, Edwards voltou à liderança, e Logano conseguiu limpar o carro. Nas voltas seguintes, o piloto da Penske começou a perder algum andamento, e Harvick, tal como Kyle Busch, passaram por ele.

Kurt Busch (#41) parou na volta 28 com um pneu a perder ar e o pelotão reagiu de imediato, mas Carl Edwards e Kyle Busch optaram por parar um pouco mais tarde, na volta 31, e com isto, Harvick, que foi um dos primeiros a parar, passou para a liderança, aproveitando os pneus novos. Atrás de Harvick estavam agora Edwards, que só perdeu a liderança na saída das boxes, e Logano.
Nesta ronda de paragens, Austin Dillon (#3) foi penalizado por exceder a velocidade nas boxes. Ao cumprir a penalização, cometeu a mesma infração.

Harvick tinha dois carros na reta interior para dobrar, mas ficou algo apertado e Edwards tentou meter o carro por dentro nas curvas 3 e 4, mas sem sucesso.

A primeira bandeira amarela surgiu na volta 44 por detritos, ou melhor, balões na pista.
Nas paragens nas boxes, Logano, Jimmie Johnson (#48), David Ragan (#55), Denny Hamlin (#11) e Kurt Busch decidiram ficar fora, e na batalha das boxes, Carl Edwards foi o primeiro a sair, no 5º lugar, trocando dois pneus.
Outros pilotos trocaram quatro pneus, como foi o caso de Kevin Harvick, que voltou em 12º.

Recomeço de corrida na volta 50. Logano facilmente manteve a liderança, com Ragan a manter o 2º lugar.
Atrás era a confusão, com pilotos que tinham trocado dois e quatro pneus, e com outros que não tinham parado, com cinco (e mais) carros lado a lado.
Na curva 3, Clint Bowyer (#15) subvirou quando tinha Kevin Harvick por fora e fez um pião. Jeff Gordon (#24), na sua última corrida no “Brickyard”, carregou a fundo nas travões e fez um pião, entrando em contacto com o muro, deixando alguns danos no seu carro. Ambos foram às boxes para terem reparações.

foto: Toyota Racing
foto: Toyota Racing

No recomeço, na volta 55, Logano repetiu o que tinha feito anteriormente. Desta vez, Ragan foi passado por Jimmie Johnson e por Martin Truex, Jr. (#78).
Entretanto, Jeff Gordon tinha já algumas reparações no carro, que não deram grande efeito, e Gordon estava demasiado lento na pista, sendo obrigado a vir para as garagens, onde a equipa passou algum tempo a reparar o carro.

A corrida tática aqueceu, com Matt Kenseth (#20), Denny Hamlin e Jimmie Johnson a pararem entre as voltas 58-60, e estas paragens, que eram programadas, acabaram por não ser isoladas, com mais pilotos a entrarem nas boxes nas voltas seguintes.
Logano cedeu a liderança a Harvick na volta 62, quando parou nas boxes e colocou quatro pneus, mas a sua paragem foi ligeiramente lenta.
Nesta altura, os pilotos que tinham trocado quatro pneus mantinham-se em pista, com Harvick na frente de Stewart e Kyle Larson (#42) nos três primeiros. Larson não ficaria aí por muito tempo, sendo passado por Brad Keselowski (#2), que tinha arrancado apenas do 31º lugar.

O ritmo de corrida baixou, com os pilotos a tentarem alargar a janela do combustível, fazendo alguma poupança.
A partir da volta 83, os pilotos que trocaram quatro pneus fizeram as suas paragens. Kyle Busch passou para o comando da corrida na volta 85 após estas paragens. Kyle tinha sido um dos pilotos a trocar dois pneus e só parou mais tarde.

Houve nova ronda de paragens na volta 91. Matt Kenseth, Martin Truex, Jr. e Jimmie Johnson estavam com as paragens efetuadas quando saiu uma bandeira amarela. Assim, eles ganharam posições.
Kyle Busch conseguiu à última hora ficar em pista quando a bandeira foi mostrada e evitou assim uma penalização por entrar nas boxes com a luz vermelha acesa.
Houve mais trocas de estratégia, com Harvick a decidir não entrar, automaticamente passando para a liderança, e Tony Stewart a optar por entrar nas boxes. Como colocou dois pneus, saiu na frente, com Larson atrás de si, que também tinha trocado dois pneus.
Kyle Busch foi o terceiro a sair das boxes e o primeiro com quatro pneus novos.

O recomeço foi dado na volta 97. Harvick manteve-se na frente, empurrado por Matt Kenseth, com Keselowski a ter problemas em controlar o carro na curva 1, perdendo oito posições.
Edwards passou para o 2º lugar e Kenseth era 3º, com muita sorte em ter parado a tempo da bandeira amarela.

Aric Almirola (#43) fez um pião e bateu no muro interior na saída da curva 2, trazendo nova bandeira amarela na volta 107. O impacto não foi muito violento, e Almirola chegou às boxes.
Houve mais uma oportunidade para fazer paragens nas boxes, mas a maioria dos pilotos ficaram em pista.
Kyle Busch, Tony Stewart (uma surpresa ter feito uma paragem tão cedo), Brad Keselowski, Martin Truex, Jr., entre outros, optaram por parar.

Mais uma vez, no recomeço, na volta 112, Harvick voltou a manter a sua liderança, ajudado com um empurrão de Joey Logano.
Tony Stewart, fora dos 20 primeiros após ter parado, estava nos limites no meio do pelotão, levando Kasey Kahne (#5) a ir um pouco para a relva, e a dar alguns toques noutros carros logo a seguir, numa tentativa de ganhar rapidamente posições.
Logano estava a atacar Harvick para a liderança, e Kyle Busch estava muito rápido e subia ao 5º lugar, com pneus novos.

foto: FOX NEWS
foto: FOX NEWS

Brian Scott (#33) perdeu o controlo do carro ao subir para a parte suja na curva 2 e deu um toque no muro. Bandeira amarela na volta 112.
Poucos pilotos ficaram em pista, foram, sobretudo, aqueles que tinham parado na última bandeira amarela.
Na luta à saída das boxes foi Kyle Busch que saiu primeiro, mas este trocou dois pneus, tal como Martin Truex, Jr. e Danica Patrick (#10). O quarto a sair das boxes foi Carl Edwards, e este foi o primeiro que trocou quatro pneus, com Joey Logano e Kevin Harvick (numa paragem menos conseguida) a seguir.
David Ragan passou para a frente, com Brad Keselowski, Tony Stewart e Kasey Kahne a seguir. Estes pilotos não pararam.

Bandeira verde na volta 124, a 36 do fim. Keselowski saiu melhor do que Ragan mas este deu luta, por fora na curva 1, e ficou na frente.
Stewart voltou a cometer um erro ao tentar subir lugares, mas defender-se dos pilotos atrás de si que tinham pneus mais novos. Na curva 3, Stewart caiu oito lugares.
Harvick fez uma manobra corajosa a Edwards na curva 3 e passava a ser o melhor piloto em pista que tinha efetuado uma paragem em 3º.

Ricky Stenhouse, Jr. (#17) bateu no muro na curva 1, mas a NASCAR não fez sair a bandeira amarela.
David Ragan cedeu a liderança a 34 voltas do fim, optando por parar e ficar na janela do combustível até ao fim. Vários pilotos decidiram fazer o mesmo, como Tony Stewart e Jimmie Johnson. Stewart conseguiu no limite manter-se na mesma volta do líder.
Logo a seguir, Kasey Kahne, no 2º lugar, também entrou nas boxes para fazer uma paragem. Keselowski ainda estava na frente, e a ter que fazer uma paragem até ao fim, agora com Harvick no 2º lugar e Edwards em 3º. A diferença entre Keselowski e Harvick aumentava.

Com 20 voltas para o fim, surge uma bandeira amarela por detritos que mudou um pouco os acontecimentos. Já com a bandeira amarela mostrada, Trevor Bayne (#6) decide dar um toque em Aric Almirola, que rebentou um pneu.
Keselowski fez a sua paragem, que era inevitável, e com ele pararam pilotos mais atrasados, como Jimmie Johnson, Dale Earnhardt, Jr. (#88), Tony Stewart e Matt Kenseth.
Com a paragem de Keselowski, Harvick regressou ao primeiro lugar.

Recomeço de corrida a 14 voltas do fim. Harvick foi empurrado, outra vez, por Joey Logano e ficou na frente de Kenseth.
Edwards teve dificuldades para controlar o carro e perdeu algumas posições na curva 1.
Kenseth também acabou por ter um péssimo arranque e caiu para 10º, ao ter alguns problemas para segurar os carros rápidos no exteior.

foto: FOX NEWS
foto: FOX NEWS

Na volta seguinte, Dale Earnhardt, Jr. veio para dentro na curva 1 e não viu que Kasey Kahne estava no interior. O toque foi inevitável, mas Dale fez um milagre em evitar um acidente de enormes proporções. O seu Chevrolet veio para a relva e ele conseguiu evitar um toque violento no muro (apenas deu um toque de raspão) e também evitou outros carros. O seu carro ficou praticamente intacto.
Alguns pilotos mais atrasados pararam, entre eles estava, de novo, Tony Stewart.

A bandeira verde foi mostrada a 8 voltas do fim. Kyle Busch, lado a lado com Harvick, conseguiu um excelente arranque, graças a um empurrão de, mais uma vez, Joey Logano… e passou para a liderança. Joey Logano era 3º, e este trio ganhou uma pequena vantagem para o pelotão.
Harvick atacou Busch na volta seguinte, mas ao atacar o Toyota, acabou por perder terreno.

Mais um detrito na pista acabou por dar mais uma bandeira amarela, a seis voltas do fim. O detrito veio do carro de Casey Mears (#13).

A bandeira verde foi novamente agitada a 2 voltas do fim (não era Green-White-Checkered). Harvick foi tocado no sitio errado por Hamlin, atrás de si, e o seu arranque foi comprometido. Busch manteve-se na liderança, após ter feito um grande arranque e Logano aproveitou para subir ao 2º lugar. Truex, Jr. era 3º e Harvick caiu para o 4º lugar.
Na curva 1 houve mais confusão. Trevor Bayne (#6) fez um pião e bateu no muro. Jeff Gordon, que tinha regressado à pista com um carro reparado, esteve envolvido neste acidente.

A primeira tentativa em Green-White Checkered. Kyle Busch e Joey Logano não foram empurrados. Kyle conseguiu, mais uma vez, manter a liderança, com Logano numa perseguição agressiva. Estes dois ganharam uma vantagem considerável para Harvick, que passou Truex, Jr. para o 3º lugar.
Apesar dos ataques de Logano, Busch fugiu do Ford e não teve problemas para assinar a quarta vitória da temporada, e a terceira consecutiva. Kyle Busch está implacável, e promete não ficar por aqui. Podemos dizer que Kyle Busch está quase a viver um sonho, e este fim de semana demonstrou isso mesmo, após ter vencido a corrida da Xfinity Series este sábado.
Com esta vitória, Busch fica ainda mais perto do 30º lugar do campeonato, estando agora a 23 pontos de atraso, e dá à Toyota a primeira vitória na Sprint Cup nesta pista.

Joey Logano contentou-se com o 2º lugar, e Kevin Harvick completou o pódio.

Martin Truex, Jr. foi 4º, e volta a fazer um Top 10. Denny Hamlin foi 5º, Clint Bowyer apareceu do nada para chegar ao 6º lugar, com muita sorte em não ter sido eliminado no acidente com Jeff Gordon;
Matt Kenseth foi 7º, Kurt Busch foi 8º, após uma corrida em que andou “escondido”. A fechar o Top 10 ficaram Kyle Larson e Brad Keselowski (#2), que não pôde fazer mais nesta prova, tendo em conta que arrancou em 31º e que estava com uma estratégia diferente no combustível.

Mais atrás, Ryan Newman (#31) apareceu em 11º lugar, um bom resultado, depois de arrancar do último lugar;
Ryan Blaney (#21) também fez uma boa prova, ao ser 12º;
Carl Edwards certamente esperava mais do que o 13º lugar, com Jimmie Johnson a ser 15º.
Dale Earnhardt, Jr. teve um dia difícil no Brickyard e acabou em 22º;
Tony Stewart prometeu um bom resultado, mas acabou por fazer, talvez, demasiadas paragens nas boxes, que só o atrasaram, e que acabaram por frustrar o piloto, e ele acabou em 28º.
Jeff Gordon, após reparações, terminou a sua última corrida nesta mítica pista no 42º lugar. Um resultado desapontante para o cinco vezes vencedor no Brickyard.

No próximo domingo, o campeonato fará a segunda passagem pela tri-oval de Pocono.

072615-nascar-Race-Results.vadapt.955.high.0

Jorge Covas

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.