FIA World Rallycross Championship. Solberg vence primeira prova do mundial.

Foi de festa o clima que se viveu em Montalegre, neste último fim-de-semana, com a realização da primeira etapa do mundial de Rallycross, neste que é o primeiro ano que se realiza sob a sigla de “mundial”. A prova portuguesa abriu as hostilidades de uma modalidade que ganha cada vez mais adeptos, não só a nível mundial mas também a nível nacional, avaliando pela enchente nos dois dias de prova no belo circuito de Montalegre.
Petter Solberg foi o grande vencedor da classe “Super Car”, um vencedor histórico, pois foi o primeiro piloto a vencer uma prova do mundial de rallycross, neste ano de estreia do campeonato. O piloto norueguês, foi ao longo do fim-de-semana dos mais rápidos, e protagonista de belos momentos de condução pura. No primeiro dia havia sido o segundo mais rápido no primeiro “heat” de qualificação, atrás do campeão europeu Timur TIMERZYANOV (Peugeot 208). Estes dois pilotos que foram também os protagonistas do momento mais polémico deste 1º dia, quando no “heat” o piloto russo deu um “chega para lá” em Solberg logo na primeira curva, travando literalmente no carro no norueguês, que ficou de imediato parado com problemas ao nível da direcção do seu DS3.
No segundo dia de prova, Solberg veio disposto a corrigir este resultado, vencendo os “heat´s” 3 e 4,vencendo depois também a sua meia-final e de seguida a final, fazendo um pleno de vitórias neste 2º e decisivo dia de competição.
Numa final completamente dominada pelo piloto nórdico, a grande luta foi pelos restantes lugares do pódio, com os dois pilotos da FORD OLSBERGSMSE a completarem o pódio, Andreas BAKKERUD foi 2º e Reinis NITISS 3º na final.
Como sempre existe as desilusões do fim-de-semana, ainda mais nesta modalidade onde existe contacto entre os carros, e as viaturas que rondam os 600cv de potencia estão mais sujeitas a ter problemas. Começamos pelo mais azarado do fim-de-semana, Liam DORAN, o mítico piloto britânico, que quase nem foi visto a andar no primeiro dia de prova, com sucessivos problemas no seu Ds3. No segundo dia ainda alinhou nos “heat´s” 3 e 4 mas não foi alem de um 7º e 13º lugar respectivamente. Ficando-se pelas mangas de qualificação, sendo mesmo o ultimo na geral.
Jacques VILLENEUVE era outro do nomes sonantes a marcar presença na prova portuguêsa, e a fazer a sua estreia nesta modalidade, o antigo campeão do mundo de Formula 1, também não foi além das mangas de qualificação, demonstrando que tem ainda muito para aprender nesta matéria.
Outras das decepções foi equipa oficial da Peugeot, que tem nas suas fileiras o actual campeão europeu da modalidade o russo Timur TIMERZYANOV, e o filho da lenda do rallycross Kenneth Hansen, o jovem Timmy HANSEN, ficaram-se ambos pelas meias-finais. Um resultado modesto tendo em conta toda a estrutura oficial que envolve este projecto com base no 208 da Peugeot.

O único português presente na categoria rainha foi Joaquim Santos, que não passou às maias finais, ficando-se pelo 14º nas mangas de qualificação.

HEAT: FINAL

R DRIVER POS Time Champ Points
1. Petter SOLBERG 1 04:02.081 8
2. Andreas BAKKERUD 2 04:04.439 5
3. Reinis NITISS 3 04:05.129 4
4. Toomas HEIKKINEN 4 04:07.106 3
5. Anton MARKLUND 5 04:07.982 2
6. Koen PAUWELS 6 04:12.871 1

CHAMPIONSHIP POINTS

DRIVER PTS
0
Petter SOLBERG 29
Tord LINNERUD 24
Toomas HEIKKINEN 21
Frode HOLTE 20
Timur TIMERZYANOV 19
Anton MARKLUND 18
Daniel HOLTEN 14
Mats LYSEN 14
Julian GODFREY 9
Andreas BAKKERUD 8
Mais três categorias marcam presença no mundial de rallycross, as classes 1600, Touring Car e RX Lites também animaram e de que maneira o muito publico presente em Montalegre, onde se pôde ver jovens pilotos com muito potencial e com grandes estruturas montadas á sua volta, que denota e grande aposta nesta modalidade.
Na classe 1600 o vencedor foi o russo Sergej ZAGUMENNOV (Skoda Fabia) o grande vencedor, com uma boa margem sobre Nikita MISIULIA (Skoda Fabia) na segunda posição e Janis BAUMANIS (Renault Twingo) fechou o top 3.
R DRIVER POS Time Champ Points
1. Sergej ZAGUMENNOV 1 04:19.588 8
2. Nikita MISIULIA 2 04:22.468 5
3. Janis BAUMANIS 3 04:23.132 4
4. Ulrik LINNEMANN 4 04:23.397 3
5. Timur SHIGABUTDINOV 5 04:24.488 2
6. Vaclav VEVERKA 6 04:26.576 1

CHAMPIONSHIP POINTS


DRIVER PTS
Sergej ZAGUMENNOV 28
Nikita MISIULIA 25
Timur SHIGABOUTDINOV 22
Ulrik LINNEMANN 22
Janis BAUMANIS 17
Vaclav VEVERKA 16
Ondrej SMETANA 13
Vadim MAKAROV 13
Rudolf SCHAFER 12
Ernestas STAPONKUS 9
Na Calsse Touring Car, a vitoria sorriu a Torleif Lona (Ford Fiesta) deixando Kjetil LARSEn (Skoda Fabia) na segunda posição a mais de 5´s, Anders BRATEN (Ford Fiesta) fechou o pódio. Quanto ao português José Fábrica não foi alem da penúltima posição.

HEAT: FINAL

R DRIVER POS Time Champ Points
1. Torleif LONA 1 04:37.592 8
2. Kjetil LARSEN 2 04:42.710 5
3. Anders BRATEN 3 04:42.939 4
4. Patrick MERTENS 4 04:47.276 3
5. Jose FABRICA 5 04:57.412 2
6. Daniel LUNDH 6 01:34.687 1

CHAMPIONSHIP POINTS

DRIVER PTS
Torleif LONA 23
Robin LARSSON 19
Daniel LUNDH 17
Anders BRATEN 15
Patrick MERTENS 15
Derek TOHILL 13
Ville RAUTIAINEN 12
Por fim a classe RX Lites, com 9 pilotos á procura dos 6 lugares para a final, que foi ganha por Sebastien ERIKSSON, sendo Richard GÖRANSSON segundo e Daniel HOLTEN terceiro, num domínio completo dos pilotos nórdicos, que de facto são adeptos deste desporto espectacular que é o rallycross.

HEAT: FINAL

R DRIVER POS Time Champ Points
1. Sebastien ERIKSSON 1 04:16.078 8
2. Kevin ERIKSSON 2 04:17.328 5
3. Richard GÖRANSSON 3 04:19.993 4
4. Yigit TIMUR 4 04:21.305 3
5. Daniel HOLTEN 5 04:22.642 2
6. Alexander WESTLUND 6 04:22.955 1

CHAMPIONSHIP POINTS

DRIVER PTS
Sebastien ERIKSSON 30
Richard GÖRANSSON 25
Daniel HOLTEN 20
Yigit TIMUR 19
Alexander WESTLUND 18
Kevin ERIKSSON 18
Aron DOMZALA 14
Daniel BJÖRK 13
Alejo FERNANDEZ 12
Contas feitas, este mundial de RallyCross promete continuar a ganhar fãs por todo o mundo, de facto Montalegre foi o palco ideal para abertura deste 1º campeonato do mundo de uma modalidade automobilística que já mexe com grandes marcas, como a Volkswagen e Peugeot, entrando de forma oficial, e outras com certeza mais tarde ou mais cedo irão pelo mesmo caminho. A proximidade entre os pilotos e publico é fantástica, o clima envolvente ás provas, as verdadeiras massas que o fez mexer, fez deste campeonato cada vez mais apetecível para os verdadeiros amantes dos desportos automobilísticos. A próxima paragem será a 24 e 25 de Junho em Inglaterra no circuito Lydden Hill.
Nos iremos acompanhar bem de perto este campeonato ao qual ficamos verdadeiros fãs. Portanto fiquem atentos ao nosso facebook e ao nosso blog, com novidades diárias, acerca de tudo o que se passa no mundo dos desportos motorizados.
Até lá…e mesmo no rallycross…if in doubt flat out!!


Fotos:
Fotos de Carlos Mota

Fontes:
rallycrossrx.com

Carlos Mota

Um pensamento sobre “FIA World Rallycross Championship. Solberg vence primeira prova do mundial.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.