24h Le Mans: Grand Touring Endurance Professional – Resumo da prova

Houve uma baixa nesta classe à partida da prova. O Chevrolet Corvette C7.R (#63) de Jan Magnussen/Antonio García/Ryan Briscoe teve um acidente na qualificação. Magnussen passou nas curvas Porsche e o seu acelerador ficou preso, atirando o carro contra a barreira. Magnussen ficou bem, mas a equipa foi incapaz de reparar o carro.

foto: © John Rourke - AdrenalMedia.com
foto: © John Rourke – AdrenalMedia.com

O Aston Martin Vantage V8 GTE (#99) de Fernando Rees/Alexander MacDowall/Richie Stanaway foi o primeiro líder da corrida, seguido temporariamente pelo Ferrari 458 Italia GT2 (#51) de Gianmaria Bruni/Toni Vilander/Giancarlo Fisichella.Mas o Ferrari, após contacto com o Audi de Loïc Duval na terceira hora de prova, teve que parar para serem efetuadas reparações, e ficou com quase duas voltas de atraso.
A luta na frente era entre os três Aston Martin, o único Chevrolet em prova, o #64 de Oliver Gavin/Tommy Milner e Jordan Taylor, e o outro Ferrari (#71) de James Calado/Davide Rigon/Olivier Beretta. Este carro passou pela liderança da corrida após uma boa reparação, mas uma paragem para substituir o motor de arranque custou-lhes 17 minutos e quatro voltas.
Os Porsche 911 (991) RSR tinham mais dificuldades. Logo na primeira hora o Porsche #92 de Patrick Pilet/Frédéric Makowiecki/Wolf Henzler entrou em princípio de incêndio na primeira chicane de Mulsanne e abandonou. O óleo que deixou na pista fez com que o Rebellion R-One AER (#13) e o Dome Strakka S103 Nissan (#42) tivessem colidido.
O Porsche #91 de Richard Lietz/Michael Christensen/Jörg Bergmeister andava um pouco mais distante, a um minuto dos líderes.

O Aston Martin #95 da tripla dinamarquesa Marco Sørensen/Christoffer Nygaard/Nicki Thiim perdeu meia hora em reparações com a direção assistida.
Durante a noite, à 9ª hora, o Aston Martin #97 (o Art Car da equipa) de Stefan Mücke/Darren Turner/Robert Bell parou em Mulsanne com problemas mecânicos.

Com isto, era o Aston Martin #99 a liderar a corrida. O Chevrolet Corvette #64 chegou a perder o 2º lugar para o Porsche #91, mas depois recuperou um minuto e encostou-se ao Aston Martin a meio da corrida. Com um erro de Fernando Rees em Mulsanne, Oliver Gavin passou para a liderança na 12ª hora de prova com o Chevrolet.
Fernando Rees, que tinha vistoa sua equipa fazer uma troca programada de pastilhas de travões, cometeu um erro ao passar o Oreca 05 Nissan (#46) da Thiriet em Mulsanne. O Aston Martin ficou muito danificado, e as reparações custaram-lhes mais de 10 voltas.

foto: © John Rourke - AdrenalMedia.com
foto: © John Rourke – AdrenalMedia.com

O Chevrolet #64 ficou na frente, mas a troca das pastilhas de travões demorou mais do que o esperado e, incrivelmente, o Ferrari 458 Italia GT2 (#51) conseguia chegar à liderança da corrida, com o Porsche #91 num distante 3º lugar.
A troca de travões no Ferrari veio no Safety Car na 17ª hora, e conseguiram limitar as perdas para o Chevrolet.
O Chevrolet e o Ferrari ficaram em estratégias semelhantes a cinco horas do fim, porque um furo no Ferrari fez com que ambos os carros parassem ao mesmo tempo. O Chevrolet saiu na frente e manteve-se na liderança.

Na 19ª hora, o Porsche #91, que passou quase sempre no 3º lugar, entrou para a garagem e perdeu 10 voltas em reparações, primeiro com uma fuga de óleo na caixa de velocidades, e na suspensão traseira. Com isto, o Ferrari #71 recuperava para chegar ao 3º lugar.
Os golpes de teatro ainda não tinham acabado. Faltava pouco mais de uma hora e meia quando o Ferrari #51, a liderar com 10 segundos de avanço para o Chevrolet #64, vai para a garagem. Bruni parecia queixar-se do volante, e a equipa acaba por fazer reparações na caixa de velocidades, que demoram mais de meia hora a resolver.

O Chevrolet Corvette C7.R #64 ficou com cinco voltas para o Ferrari #71, que era o rival mais próximo nos LMGTE Pro, que ainda estava atrás de alguns LMGTE Am.
Oliver Gavin, Tommy Milner e Jordan Taylor levaram o Chevrolet Corvette C7.R (#64) à vitória na classe, com o 17º lugar na geral. É um prémio merecido para a marca americana, que compensou com grande estilo o revés de ter perdido um carro para a corrida.

Davide Rigon, James Calado e Olivier Beretta levaram o Ferrari #71 da AF Corse ao 2º lugar e Gianmaria Bruni/Toni Vilander/Giancarlo Fisichella no Ferrari #51, apesar dos problemas que sofreram, a fechar ainda o pódio.

Classificação GTE Pro:

image-0001 (6)Jorge Covas

Um pensamento sobre “24h Le Mans: Grand Touring Endurance Professional – Resumo da prova

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.